Pesquisar este blog

25 junho 2013

Marcadores: , ,

Se diz

Compartilhar
Como falar 


Recorte do cartaz de "To the wonder" (2012)

Enviar por WhatsApp


Quando outra boca sem qualquer fala chega e te cala, quando o coração acalma e você se encontra feliz, só então você vive algo sem saber como se diz. Se a vontade de estar junto invade e traz todas as cores para afastar as dores, se diz amizade. Se a todo momento se recusa o não para encaixar o sim, se diz a fim. Quando perdeu lugar o talvez, se diz satisfez. Se você não vai pelo local ou pela programação, se diz paixão. Quando nunca à ausência se relega e a presença não se nega, se diz entrega. Se pensar em tudo é menos presente do que vivenciar, se diz gostar. Quando o cheiro vem à mente sem o outro estar por perto, se diz eterno. Se traz alegria ainda antes e ainda que depois parece deixar a vida no ponto, se diz encontro. Se a história continua mesmo quando a alma em outro plano ponho, se diz sonho. Quando os outros agora parecem um desvio e você onde fico, se diz destino. Quando as pequenas coisas fazem com que a alegria se espalhe, se diz detalhe. Se a falta de tempo é menor do que a vontade de ter por perto, se diz o certo. Se os erros são algo a superar e se aceitar que a gente é o que pode ser, se diz querer. Quando ninguém mais que chega parece te abraçar de verdade, se diz saudade. Se o tempo passa e do para onde eu me guiar continua sendo você o norte, se diz sorte. Se há no começo e no fim do dia alguém para dividir as besteiras do coração, se diz sem solidão. Quando a mentira de aparecer perde o sentido e a vontade, se diz ter alguém de verdade. Se sabe que no mundo há bilhões de outras pessoas-possibilidades, mas que você nunca mais vai precisar de nenhuma delas, se diz escolha. Se for para chamar pelo lugar seguro contra as dores do percalço, se diz abraço. Quando a presença aquieta o que a vida cansa, se diz esperança. Quando o que dói já se não atura e acabou se quer dizer, se encontra o que cura e algum jeito de deixar de dizer. Quando não cabe mais no peito, ainda que sem encontrar onde mais caiba no mundo, se diz meu por direito. Quando o outro te inspira por estar ali sempre do lado de dentro, se diz pensamento. Quando o contrário de estar só é estar a sós, se diz nós. Se é o que está e o que não está, como se diz? Se distância, quando aquém, se distingue, quando aqui. Mesmo que se possa viver sem precisar dizer, para aquietar se deve falar. Quando sentiu e se decidiu, se diz. Então, se diz tanto, se diz tudo, se diz teu. Quando chega e fica, quando mesmo indo permaneço, quando sai o fim e só resta o começo para onde for, se diz amor.

8 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Lindamente delicado e apaixonante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jana,
      Que bom recebeu o seu comentário aqui no blog! Obrigado! Fico feliz por ter se apaixonado com as palavras. :P Beijos!

      Excluir
  2. Todas as palavras ditas e não ditas, pensadas e não escritas, memorizadas e nunca faladas, mas levadas sempre pela vida... Ai Ru! Suas lindas palavras até me inspiram! Bjo meu querido! parabéns pelo texto! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Léia,
      Nada mais belo do que ouvir que palavras minhas te inspiram, mocinha. Não mereço, mas agradeço! Obrigado! Beijo grande e que a gente consiga sempre falar! :D

      Excluir
  3. Amei e amei, se diz amor mesmo. Que belas palavras e percepções com uma melodia embalando a leitura. Como é bom depois de um tempo encontrar palavras que expressam tão bem o que se diz.
    Abraços Ru!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz Hick,
      Muito obrigado, moço! :) Fico feliz por ter gostado e por ter sentido a melodia do texto! :P Abraço!

      Excluir
  4. Já faz um tempo que venho no seu blog, mas só agora fiz algum comentário, porque esse texto foi simplesmente LINDO. Você escreve muito bem. Eu possuo um blog de textos e ano procurando por outros escritores que queiram divulgar seus textos no meu blog, caso você se interesse e tenha um texto favorito que possa ser postado no meu blog ( com os direitos autorais e tudo) é só mandar um email para noutrolugar13@gmail.com
    beijos
    barradosno-baile.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda Torres,
      Obrigado, mocinha, por ter lido e gostado da crônica e por sempre acompanhar. :) Dando os créditos, ´pode postar o texto que quiser. :) Beijos!

      Excluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *