Tecle CTRL + D para adicionar aos Favoritos | Desabafos - Crônicas |. Revista  |. Frases - Tumblr  |. Você no blog |. Receba as crônicas por e-mail |. Sobre o blog e o autor | Fale conosco
Carregando...

Mais amores diretos, menos indiretas


Compartilhe no Orkut Share on Tumblr Compartilhe no Pinterest

Sem indireta, para endireitar

Filme: A delicadeza do amor

Recorte do cartaz de "A delicadeza do amor" (2011)

Digite aqui uma indireta para alguém.

Poderia ser a frase de abertura de qualquer atual site de redes sociais. Mas mais do que isso poderia ser a frase que a gente anda colocando como a principal no manual de instruções do que devemos estampar no coração da gente. Estamos lotando nossas falas, textos, fotos e pensamentos de indiretas. É como se a nossa vida virasse uma metáfora para o que sentimentos e por medo e covardia a gente calasse a verdade. Se o amor hoje em dia pudesse ser classificado em uma Era, seria a Era da Indireta. Talvez a Era da Paranóia (o que vão pensar do que eu falar?/será que falaram isso para mim?). É um tempo de amores que terminam antes de começar, porque o outro não nos dá a chance de conhecer quem realmente somos e se o que ele acha que somos não vale a pena, ele acha que não vai dar certo. E, sem conhecer, a gente segue achando sem nunca encontrar. Não adianta falar para o mundo inteiro e esquecer de dizer a quem de fato precisa. Não adianta achar que o outro sabe do que você fala, você não pode oferecer charadas ou adivinhações ao invés de amor e confiança.

Você não tem coragem de dizer a alguém que está apaixonado, pois tem medo de assustar. Não tem problema, algum trecho de música, filme, seriado, novela, livro, poema ou frase de pára-choque de caminhão pode ser publicada na Internet e, pronto, sua paixão está declarada. A saudade aperta e tudo perde um pouco a graça sem alguém ao seu lado. Mas dizer que sente falta pode soar desesperado, imaturo ou humilhante. Então, poucos dizem e muitos compartilham alguma foto em preto e branco e... concluído, já disse ao mundo que está tudo cinza, cinza de saudade.  Você erra e para não pedir perdão usa um contato mantido sem qualquer razão como indireta para dizer "me desculpa?". Você não tem a honestidade suficiente de dizer a alguém que não gostou do físico dela quando a conheceu pessoalmente ou que por qualquer outro motivo não está mais a fim. Ao invés de dizer claramente "não" você usa seu silêncio como indireta. Ou você inventa alguma desculpa, tudo para não assumir que é apenas covarde.

Eu sei, a gente usa indireta para ver se a vida endireita e por mágica fica como a gente quer, a gente usa desculpas para tentar não magoar alguém e ter depois que de fato se desculpar pela dor causada. Eu sei, mas não basta, não basta porque o outro precisa entender. Você pode duvidar, mas distância nem sempre é a indireta perfeita para dizer que não está mais a fim ou para expressar que você foi magoado, da mesma forma estar sempre presente e disposto não é a indireta certeira para afirmar que você ama alguém. Isso tudo é só ter medo e deixar de dizer, é fugir, escolher ter e oferecer dúvidas. E criar um novo problema nunca foi a melhor solução.

No amor, pode não haver tempo. Pode não haver tempo não porque você vai morrer amanhã, mas porque alguém que você ama pode acabar desistindo de viver hoje ao seu lado. Pode não ter mais perdão para suas desculpas, pode não ter mais como endireitar o que você perdeu por tanta indireta. Amor não pode ser algo que se passa somente dentro da sua cabeça e que somente você vai entender. Amor precisa sim ser dito, ser claro ao ponto de quase ser clichê. Eu disse quase.  Às vezes as pessoas não estão prontas para ouvir a verdade ou as verdades do que sentimos, mas ainda assim diga e, se preciso, grite.

Digite aqui o você de fato sente por mim, para abrir a porta e poder ficar.

"Se te fala assim com tantos rodeios é para te seduzir e te ver buscando o sentido daquilo que você ouviria displicentemente. Se te fosse direto, você rejeitaria"
(Rodrigo Amarante).


Sobre o autor
Ruleandson%20do%20Carmo Ruleandson do Carmo , autor de todas as crônicas deste blog , é jornalista, doutorando em Ciência da Informação (UFMG) e ama falar de amor. Saiba mais
Facebook Twitter Orkut Google Plus Gmail
Desabafos - Comente
11 Desabafos - Comente

11 comentários :

  1. Eu sinto admiração por suas crônicas que traduzem tão bem nós humanos e seus diversos sentimentos e momentos. Indiretando rsrs aqui, tuas palavras fazem um despertar ao ler e perceber que uma frase se encaixa bem para definir tal dia, tal lembrança da vida.
    Abraços Ru! Adoro te seguir!

    http://luizhick.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa, muito showwwwwww, amo os desabafos, o melhor blog do mundo...
    Parece que é o meu coração desabafando sempre, em todos os textos, em todos os sentidos...Sucesso sempre.

    ResponderExcluir
  3. Luiz Hick,
    Não mereço, mas agradeço por suas palavras. Muito poder contar com sua generosa leitora! :) Abração!

    --
    Ghessyka,
    Muito obrigado por se permitir se ver no que escrevo! Grande beijo! :D

    ResponderExcluir
  4. Ru,vc é nota 1000 nos seus desabafos, você consegue ser direto mas sem ser grotesco, seus desabafos são sempre construtivos ou críticos construtivos, rsrsrs :p bjo!!!

    ResponderExcluir
  5. Deisiane Silva,
    Fico feliz e aliviado com suas palavras! Que bom que parece que consigo dizer sem ofender (risos). :P Muito obrigado pelo apoio! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. RU, você passa uma felicidade espontânea, simples e boa. :)

    ResponderExcluir
  7. Anônimo,
    Que coisa boa! Obrigado por me ver assim! :D :D :D Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Amei.
    Mas preciso concordar com vc quando vc diz que nem todas as pessoas estão preparadas para ouvir a verdade, ou a 'nossa' verdade.
    Muitas vezes tive rótulos por simplesmente dizer NÃO, ou por achar que eu tinha que falar determinada coisa diretamente para alguém, sem usar indiretas.
    Acho que se usa muita metáforas e indiretas porque as pessoas preferem dar a interpretação que querem do que ter que engolir a opinião do outro.
    Mas vc foi mega coerente e com certeza fez muita gente se encaixar aí.
    Bjão e sou sua fã e leitora incondicional!

    ResponderExcluir
  9. Maris Sales,
    É difícil dizer sempre o que sentimentos, às vezes não é nem preciso, mas quando for, mesmo sendo difícil, não é impossível. Temos que tentar! Muito obrigado pelas gentis palavras! Beijos! :)

    ResponderExcluir
  10. Adorei!!! Adorei!!! E adorei teu jeito de escrever!!!!

    Encantada!!!!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  11. Daíse,
    Muito obrigado e bem-vinda! :P Beijos!

    ResponderExcluir

Emoticons desabafos Digite os caracteres ao lado das imagens e adicione emoticons ao seu desabafo!
Formatação desabafos Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Blog Widget by LinkWithin