Pesquisar este blog

10 janeiro 2012

Marcadores: , ,

Caixa de papelão

Compartilhar
Quem você levaria ao partir?
Wall-e
Cena de Wall-e (2008)
"Saudade é basicamente não saber"
(Miguel Falabella)

Sempre me perguntam se eu acredito que "o amor pode ser eterno?". Sim, eu acredito. Acho que as pessoas podem amar alguém até o fim da vida. Eu posso, eu tenho podido. Acho até que as pessoas podem se manter na vida somente por ainda amarem alguém. Acredito que um sentimento de amor pode ser eterno, agora se um relacionamento de amor pode durar a vida toda eu não sei. Vai depender do tempo, vai depender de tanta coisa que não depende de você, vai depender até de você não depender do outro para ser feliz. Para durar ou para terminar o amor vai precisar de muita coisa, para começar o amor vai precisar de algo simples: um local em comum para um encontro. Pode ser o chat na Internet, aquela boate, a sala de aula, o trabalho. Toda amizade, todo amor tem um local que marca seu nascimento, o encontro. O amor é um encontro lutando contra o desencontro.

Do local do meu amor por você eu parti primeiro, você ficou, mas de certo modo isto me fazia ter ficado um pouco também. Eu sentia falta de você ao sair de lá, mas era um conforto saber que você estava lá. Alivia a saudade saber onde alguém está, sabia? A imaginação preenche os vazios que as ausências deixam. Para as dores de amor, doses ilimitadas de delírio (eu recomendo). O meu delírio era voltar, te encontrar lá de novo e recomeçar a felicidade que sentimos juntos naquele local. Que tolice achar que um local pode guardar a felicidade que duas pessoas sentem ao estarem juntas.  Que estupidez pensar que um lugar pode preservar o amor que as pessoas sentem. É como se em algum lugar do mundo aquele lugar estivesse nos esperando para revivermos todas as coisas boas e vivermos novas ainda melhores. É como se lá a gente ainda risse sem motivo, corresse um atrás do outro jogando água, feito crianças, é como se lá não fôssemos tão espertos quanto hoje, é como se lá ainda fôssemos idiotas. Acho que amor é isto: encontrar alguém com quem você possa ser idiota. E eu amava ser um idiota ao seu lado, idiotas são mais felizes, não há tristeza quando se é um bobo.

Mas agora você também partiu deste lugar que me lembrava tanto você e a alegria que eu sentia. A cada dia era para lá que eu queria voltar, mas agora realmente falta nós lá, não só em lembranças, mas fisicamente. Por que eu sinto uma perda do que eu nem tinha? Por que eu sinto a ausência de alguém que se foi de onde eu nem estava mais? Eu não sei explicar o que sinto, mas eu sinto. Quero poder no futuro conjugar o verbo no passado e dizer "amei", mas hoje ainda conjugo no presente. Hoje as lembranças mais doces ainda são as suas, e as nossas lá. Alguns amores se encontram por todo o sempre, outros amores combinam de se desencontrar, outros seguem esperando, nem que seja um dos dois, mas há alguém esperando pelo novo encontro, levando constantes bolos do destino, mas esperando. E quando alguém se desencontra, quando alguém parte sempre carrega lembranças e pertences que a gente costuma levar em uma caixa de papelão. Quando você se foi eu fiz parte das suas lembranças, eu fui algo que você levou com você? Acho que amor é também não querer ser esquecido. Eu não esqueci. Vou sonhar com um novo lugar para nós, com um novo encontro, um novo começo. Todo amor precisa de um lugar, mesmo que seja em uma gaveta, guardado, com carinho. E ao partir você me levaria na sua caixa de papelão ou quem sabe ainda há algum espaço para mim no seu coração? Minha caixa ainda é feita de dúvidas, mas dentro dela, lá no fundo, tem guardada uma certeza, e é tudo o que sinto por você.

"Eu estendo a mão para você, para descobrir que você não está lá. Onde está você agora? Você tem que me deixar saber, assim eu posso deixar você partir"
(Max Martin/ Andreas Carlsson)

20 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Lindo demaiss! Exatamente tudo q estou passando nossa! Parabéns pelo texto! :*

    ResponderExcluir
  2. Luiz Henrique,
    Obrigado por me ler e se ver no que escrevo! :)

    --
    Anônimo,
    Eu que agradeço! Fique bem! :D

    ResponderExcluir
  3. Ai Ru, como sempre você me toca com as coisas que escreve. Eu venho aqui e me leio em casa frase escrita, me percebo em cada ponto dado.
    Obrigado por me fazer sempre ver algumas coisas de um outro ângulo, o meu é mais voltado pra tristeza rsrs
    Parabéns! Eu adorei o texto...
    Thiago do Rio

    ResponderExcluir
  4. - Thiago -,
    Que bom que gostou da crônica nova! :) Eu que agradeço por se permitir perceber as coisas de outro modo pelo que escrevo. E sejamos felizes, ainda que haja certa melancolia! ;)

    ResponderExcluir
  5. Linda crônica! Entendo que um novo amor pode ocupar um novo espaço, mas o antigo será a lembrança eternizada. Compartilhei a crônica no facebook e no twitter.

    Lu
    http://lucianasantarita.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Hummm adorei!! "Todo amor precisa de um lugar, mesmo que seja em uma gaveta, guardado, com carinho. E ao partir você me levaria na sua caixa de papelão ou quem sabe ainda há algum espaço para mim no seu coração?"...Lindo texto!!!

    ResponderExcluir
  7. Luciana Santa Rita,
    Haverá sempre um espaço, um local, para quem amamos! :) Obrigado!

    --
    Daiane Fonseca Lacerda,
    Que bom que gostou, muito obrigado! :D

    ResponderExcluir
  8. Linda crônica sem dúvida,mais um sincero parabéns meu para ti Ru, suas palavras são sempre inspiradoras e de grande reflexão e reconhecimento íntimo para mim e percebo para muitos outros leitores que desabafam aqui, sucesso! Vou carregando a caixa de papelão e de vez em quando trocando aos poucos o que guardo e falta pouco para ela está vazia ou neste espaço habitar dois corpos que o segundo será real longe da utopia do primeiro e sonhador amor.

    ResponderExcluir
  9. Luiz Hick,
    O importante é não desistir da caixa e nem do que levamos nela, né? ;) Muito obrigado e abração!

    --
    Janaína,
    Muito obrigado! :P

    ResponderExcluir
  10. Nossa,você escreve muito bem,parabéns!
    Vc conseguiu exteriorizar o que eu sinto a muitos anos,me casei,mas não sou feliz,é como se algo faltasse para me complementar...Eu e a pessoa que eu mais amei seguimos caminhos diferentes,ambos tivemos cupa,mas sei que onde ele estiver ainda me ama e tenho certeza que ele sabe que a "minha caixa ainda é feita de dúvidas, mas dentro dela, lá no fundo, tem guardada uma certeza, e é tudo o que sinto por ele".
    Parabéns mais uma vez!
    Que Deus lhe ilumine cada vez mais...

    ResponderExcluir
  11. Anônimo,
    Lamento que você não esteja feliz, mas espero que fique bem, se for possível. Que bom que gostou e amém! :D

    ResponderExcluir
  12. PEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEERRRRRRRRFEEEEEEEEEEEEITOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO... de tudo que ja li, ja chorei, ja reli eu nao havia lido nada tao perfeito...parabéns....!!!!

    ResponderExcluir
  13. Segunda Pele,
    Obrigado! :)

    --
    História sem começo nem fim...,
    Generosidade sua dizer isto, mas agradeço! :D

    ResponderExcluir
  14. Perfeito! Eu simplesmente amei!
    Você sempre consegue traduzir em palavras o que estou sentindo! Muito obrigada por isso!
    Desejo-te muito sucesso!!

    ResponderExcluir
  15. Duda Lopes,
    Muito obrigado! :) Fico feliz por você ver em minhas palavras o que você sente! Beijos! Obrigado e amém! :P

    ResponderExcluir
  16. Passando pra dizer que vc me fez um convite a reflexão com seus textos....expressam em palavras muitos sentimentos. Parabéns! ;)
    Bjaummmmm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran Bittencourt,
      Obrigado, mocinha! Que bom que você gosta do que escrevo e é tão generosa em seus comentários! Beijão!

      Excluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *