Pesquisar este blog

24 maio 2011

Marcadores: , ,

Com incidência

Compartilhar
Da minha timidez


Recorte do cartaz de "Café da manhã em Plutão" (2005)
Enviar por WhatsApp



"Eu pensei no que fiz de errado, mas, pelo que eu me lembro, foi você que não me quis"
(Britney Spears)

Tenho andado com um guarda-chuva o tempo todo, mesmo que não pareça que vá chover. É grande o medo de me molhar. E embaixo desse guarda-chuva eu ando escondendo meus desejos e o meu coração. Sou descontraído, mas, ultimamente, se é amor eu travo. Me tornei alguém retraído, contido e tímido no amor. Não no sentimento, ainda sinto de modo intenso e em excesso, mas tenho me retraído nas atitudes. Retraído em um sentido geral do amor, nas paqueras, nas investidas, eu tenho preferido deixar passar do que me magoar. Não sei se por autoestima, se por falta de estima ou se por excesso de estima, mas tenho preferido perder uma chance do que ganhar outra ferida. Sabe aquele papo de que gato escalcado tem medo de água fria? Não é verdade! Gato escaldado no nível de escaldo que eu vivenciei tem medo de gota d'água, tem medo até de torneira. Não tenho nem 30 anos de idade ainda, mas sinto que não tenho mais idade ou paciência para aqueles joguinhos todos de paquera. Eu tenho trocado a paixão pela dúvida e não encontro o guichê no qual desfaço a troca. Meu coração tem batido na frequência de interrogações. Se alguém diz que me quer ou parece me querer eu só consigo me perguntar "será que quer mesmo? Será que não estou confundindo tudo? Será que não é só coincidência?". Eu já me confundi tantas vezes, como vou saber que não é mais uma confusão? Já entendi como amor tanta amizade que queria só a minha companhia, já confundi com desejo tanta brincadeira de quem só queria brincar. O que eu tenho que tantas vezes já fui o brinquedo preferido de tanta gente? Sou um idiota que não sabe diferenciar intenções ou só convivo com gente que semeia paixões? Porque tem gente que semeia paixões e se ela brota no seu peito a culpa é sua, é você quem confundiu tudo. Já recebi olhares, pedidos, toques, ordens e no fim eram infelizes coincidências. E fui me fechando, me trancando, achando normal. Serei eu o problema? Serão todos os outros os problemas? Mas, peraí, eu não me apaixonei por todos, eu me apaixonei por alguns que eram apaixonantes, intencionalmente apaixonantes, ainda que depois desconversassem. Deixei me jogarem no lixo e só me notarem quando o cheiro do lixo vencido me fizesse notável, eu me consolava com meu coração reciclável. Só que fui dançando a música da maioria e aprendendo a me contentar com menos. Quando o amor se tornou algo que exige da gente sorte? Passei a ter medo de tentar, de ser alguém pé-no-saco, alguém indesejado e passei a ficar quieto, eu deixei de ser eu. No entanto, se a gente começa a se acostumar a ser ignorado e acha estranho quando alguém te trata bem ou te dá atenção, tem algo errado acontecendo. Ao invés de me fechar eu poderia "curtir" a vida e "pegar" geral sem compromisso. Adoro sexo sem compromisso para quando eu não quero me comprometer. A gente não pode se dar o que a gente não quer com quem a gente quer. E o meu compromisso comigo? E os meus desejos? Será que as pessoas são só um rosto no Facebook: você chega, curte e desaparece? Eu até poderia mudar, mas não há nada a fazer quando você não é O motivo suficiente para alguém te querer. Não sou carente, mas meu coração é fértil, seletivo, mas fértil. Se eu te permitir entrar na minha vida, não semeie paixão se eu tiver que colher desilusão. Me tornei alguém medíocre, esperanças não movem mais meu coração, ele agora precisa de certezas. Com incidência foi tudo coincidência e o que restou foi um coração apaixonado batendo tímido no peito de alguém que foi deixado de lado.


"Eu posso ser um grande idiota, mas eu tenho o coração mais valente que você já viu"

(Alanis Morissette)

19 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Ruuuuuuu...que expectativa eu estava para ler sua crônica, quando vc postou no face: daqui a pouco publico. O sono não me venceu dessa vez (Rs) e mais uma vez: Você fala por nós, Ru!!!
    Que DOM maravilhoso...Não tenho nada mais a falar: Você é iluminado e pronto!!!

    " Se alguém diz que me quer ou parece me querer eu só consigo me perguntar "será que quer mesmo? Será que não estou confundindo tudo? Será que não é só coincidência?". Eu já me confundi tantas vezes, como vou saber que não é mais uma confusão?"

    É...realmente: Não tenho nem 30 anos de idade ainda, mas sinto que não tenho mais idade ou paciência para aqueles joguinhos todos de paquera.....

    Bjão Ru...sou sua fã!! =)

    ResponderExcluir
  2. Não sei o que dizer agora. O ser humano [ser humana] tem me assustado cada dia mais. E ainda bem que existe você, Ru, para escrever o que não temos coragem, o que não quer sair. Maravilhoso.

    "Só que fui dançando a música da maioria e aprendendo a me contentar com menos."

    Acho que chega um momento que é menos. Sempre menos.

    Se cuida.

    ResponderExcluir
  3. Ru..que saudade das suas cronicas...mta saudadeeee...meu vicio..rsrsrs

    lindoooooo..pq tds nós confundimos cm esses sentimentos e esses seres apaixonante..me irrita
    bjokss
    Ju Feres

    ResponderExcluir
  4. Vez por outra já me senti assim, exatamente como vc narrou nessa belíssima crônica. E assim escrevi "Temendo os afetos". Se puder, dê uma olhada. Abraço e sucesso!
    http://paragarotasquequeremsecasar.blogspot.com/2011/05/temendo-os-afetos.html

    ResponderExcluir
  5. Cá Dreyfus,
    Muito bom poder contar com sua espera, mocinha! Quanto a suas palavras sobre as minhas palavras, só posso agradecer, mesmo sem merecer! Obrigado! :)

    --
    Hemilly Mares,
    Que bom poder ser porta-voz de algum modo desses sentimentos de vocês, de mim, de nós! Obrigado e vamos nos cuidar sim! :)

    --
    Ju Feres,
    Pelo menos não é só com a gente! hehehehe Um dia a gente acerta! :)

    --
    Marcela,
    Obrigado! Darei uma olhada sim! ;)

    ResponderExcluir
  6. Nossa que "Com incidência" esta crônica me vestiu direitinho no dia de hoje, sabe, estou me relacionando e estou pensando tanto se estou confundindo o gostar passageiro ou o apaixonar e o principal se ele sente o mesmo e queira prosseguir este relacionamento comigo mesmo, só sei que isso é uma prevenção para não sofrer como sofri a um ano atrás, ai desabafei. Talvez a paixão já esteja semeada em mim, tomara que não seja apenas em mim, ai por isso que vou deixando água rolar mesmo sabendo que posso me afogar por muito tempo.
    Abraços, estou adorando te seguir.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Ru!Cada vez melhor heim,sou sua fã!

    Quem bom saber que não sou a unica a ter essas dúvidas,mais de uma coisa tenho certeza na vida a gente não tem certeza de nada,portanto só nos resta viver!

    ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
  8. Adorei sua cronica, me vi em tantas partes, que cheguei a parar para ver quem estava lá...rs... gostei muito... bjo

    ResponderExcluir
  9. Querido:

    Qto tempo hein? Eu achei maravilhoso o texto. Acho que qdo sofremos bastante acabamos criando uma certa casca protetora e procuramos nos afastar da dor, mas será que é possível viver com medo??? Tem uma frase que eu adoro e diz o seguinte: "Quem vive com medo, vive pela metade".
    Portanto não tenha medo de enfrentar as dores e delícias da vida.
    Linda semana. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Sabe o papo do msn..vc..blz..hj. Tudo resumido, inclusive os relacionamentos estão assim. Oi como vai vamos transar...ciao.

    Mas dificilmente consigo ler um texto de Blog até o final o seu tem qualidade.

    ResponderExcluir
  11. Luiz Hick,
    Muito obrigado! Deixar rolar sem esperar tanto é o ideal, difícil, mas o ideal! :)

    --
    Amanda,
    :D Só nos resta viver... obrigado!

    --
    Cristina Ramalho,
    Se sinto em todas as partes dela, então! :) hehehe Beijos e obrigado!

    --
    Edilson Cravo,
    Uma hora aparece quem mereça que eu perca o medo! ;) Obrigado!

    --
    Aclim,
    Que bom que conseguiu ler até o fim! :) Beijos, obrigado!

    ResponderExcluir
  12. quando menos esperamos,
    o amor nos arrebata!


    :D

    bjsmeus

    ResponderExcluir
  13. Olá meu querido, encontrei seu blog através de uma pesquisa no google que eu fazia sobre a homofobia e vi sua postagem sobre a história de bullying que você sofreu durante anos.

    Como você sabe, não é o único a sofrer desse mal, eu tbm já passei por muitas situações difíceis. Bom só queria dizer que estamso juntos nessa!! Não podemos desistir nunca de lutar pelos nossos sonhos, nossos direitos, direito de ser feliz!!

    Gostei tanto de seu texto, que aproveitei e li algumas outras postagens e através de suas palavras, simples, delicadas e humanas, eu vi o quanto vc é uma pessoa especial, e vou passar a te seguir.

    Gostaria tbm de te dizer uma coisa:
    Nunca, JAMAIS, deixe alguem te por para baixo. Uma amiga uma vez me disse: "Sua felicidade quem faz é vc, ela vem de dentro para fora."
    Eu sou feliz porque eu me gosto! Seja feliz amigo, a vida é bela!

    "Abençoado é o homem que não espera nada de ninguém, pois ele nunca se descepcionará."

    ResponderExcluir
  14. Você é maravilhoso, tem o dom da palavra, nem preciso dizer ! Só quero saber quando seu delicioso blog se transformará em um livro, pois quero tê-lo na minha biblioteca ! Beijos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, mocinha! Fico feliz por gostar tanto! O livro um dia sai, um dia! :P Beijo!

      Excluir
  15. Eu vim aqui te convidar a visitar meu blog de POESIAS.
    Passe lá e se gostar, se quiser me adicionar, vou gostar de ter por lá seus coments. Tenhas muitas alegrias e saúde.
    Hiper abraço,
    João, poeta.
    www.ludugero.blogspot.com
    Até mais!
    Eu já estou aqui a te "perseguir" com alegria,
    pois amei seu blog de paixão. Muito bom, mesmo!

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *