Tecle CTRL + D para adicionar aos Favoritos | Desabafos - Crônicas |. Revista  |. Frases - Tumblr  |. Você no blog |. Receba as crônicas por e-mail |. Sobre o blog e o autor | Fale conosco
Carregando...

Coração moreno


Compartilhe no Orkut Share on Tumblr Compartilhe no Pinterest

A luz do teu Sol

Filme The sun also risesRecorte do cartaz de The sun also rises (2007)

Se alguém te pusesse aqui sempre que o sol se põe, haveriam noites doces sem o amargo desta nossa solidão equivocada. A cada vez que a noite cai - se há anjo - deveria se levantar em algum lugar a asa de algum anjo para trazer voando aquele de quem se tem saudade e em quem se pensa até que cada noite volte a ser dia. Se houver anjo - mas não puder te trazer - que me carregue pelo vento até qualquer ponto onde mesmo de longe eu possa te ver. Caso não haja anjo que me atenda o acaso e promova o abraço que eu tanto preciso te dar. Eu não quero te falar nada, nem roubar muito seu tempo, eu só quero te dar um abraço e aliviar essa dúvida de se algum dia existiu mesmo você. Deve ser este silêncio da noite que faz a gente ouvir a voz da saudade, deve ser a pouca luz que faz a gente ver o que o nosso esforço para esquecer ofusca. Eu gostaria muito de não ter que me esforçar tanto, de não fazer tanto e ainda ter sempre você no fundo da mente, no topo do coração. Esta sua presença que é como um cenário que ninguém nota, mas que se ausente nada mais seria belo. Esta sua lembrança que é como a gravidade, ninguém mais se lembra que existe, mas é o que me mantém de pé. Faço tudo para os dias serem diferentes só que o que eu queria mesmo é que os dias voltassem a ser iguais. Iguais à crença de que por mais longa que seja a noite a encurtar a esperança de um novo dia, ainda chega o novo dia. E eu nem preciso mais pensar que em algumas horas haverá o sol de novo e tudo voltará a brilhar. Eu aprendi que existe o brilho e a luz da lua e que é um brilho diferente, mas também um brilho. Quem sabe é disso que a nossa história precisa, eu deveria deixar de buscar o seu sol e me apaixonar pela luz de alguma lua, de alguma estrela, de alguma lanterna, de alguma vela ou farol, talvez. Mas ainda assim haveria o sol. E isso me conforta e isso me sufoca. Do amor e da luz não se foge e para a saudade sua que tanto ilumina quanto arde não há filtro solar.


Sobre o autor
Ruleandson%20do%20Carmo Ruleandson do Carmo , autor de todas as crônicas deste blog , é jornalista, doutorando em Ciência da Informação (UFMG) e ama falar de amor. Saiba mais
Facebook Twitter Orkut Google Plus Gmail
Desabafos - Comente
19 Desabafos - Comente

19 comentários :

  1. Eu ameei a crônica!
    Identifiquei nela, algumas coisas pelo que estou passando... a ausência de alguém que eu queria que estivesse sempre presente, a falta de alguém que me conforta.
    "Faço tudo para os dias serem diferentes só que o que eu queria mesmo é que os dias voltassem a ser iguais."
    mas nunca dá pra ser do mesmo jeito, temos que nos conformar que querendo ou não, os dias são diferentes!

    amo e amo!
    beijo ;*

    ResponderExcluir
  2. Alessandra,
    Há um sempre uma luz, e precisamos aprender a amar a luz e não nos apagarmos tanto a uma fonte que não mais brilha, pois há luz vindo de muitas e muitas fontes! ;) Beijos e obrigado! Que venham os dias diferentes!

    ResponderExcluir
  3. PERFEITA, PERFEITA, PERFEITA!!!

    Como sempre Ru, você falando tudo que as vezes com palavras não conseguimos expressar: '...Eu gostaria muito de não ter que me esforçar tanto, de não fazer tanto e ainda ter sempre você no fundo da mente, no topo do coração...
    Faço tudo para os dias serem diferentes só que o que eu queria mesmo é que os dias voltassem a ser iguais...'

    Ser abençoado...Fique com Deus!!!
    Grande beijo dessa sua fã que sempre fica sem palavras com este seu lindo dom!

    ResponderExcluir
  4. Cá Dreyfus,
    Oh, mocinha, generosidade sua, mais uma vez. Fico muito feliz por ter gostado desta crônica, a inspiração dela me veio na madrugada passada, estava deitado já, digitei no celular e hoje passai para o computador e publiquei! Obrigado e benção é ter o apoio carinhoso às minhas palavras, como o seu! Obrigado! :D

    ResponderExcluir
  5. Cara, as vezes correr do amor, é bom!
    As vezes, a felicidade, é atormentadora, e fugir dela... É o melhor a se fazer!
    UIAHuaihIUHiuahA
    MAS NINGUÉM ACREDITA, É IGUAL A HISTÓRIA DA QUEDA E DO SALTO..
    .QUANTO MAIS FELICIDADE...
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  6. Juliana Mendes,
    Será que é bom fugir do que é bom? Sei não... ;) Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o blog, muito poético mas de uma forma diferente! Gostei e voltarei sempre! Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Wagner,
    Bem-vindo e espero sua volta! :D Obrigado!

    ResponderExcluir
  9. O seu texto tocou-me muito! Com muita delicadeza e tão verdadeiramente "bem sentido" há muita verdade referida no seu texto!

    Gostei muito de ler!
    Depois, coincidência :), eu já ofereci café com poesia no meu blogue! Fica convidado!

    Abraço

    ResponderExcluir
  10. Lindo o texto, muito tocante e verdeiro. Parabéns mais uma vez. Linda semana e um grande abraço.

    ResponderExcluir
  11. não me canso de AMAR seus textos.
    você sem dúvida tem o DOM de escrever e nos encantar com as palavras...

    adoro adoro adoro o "eu só queria um café"

    to aqui sempre!
    boa semana

    Thaís

    ResponderExcluir
  12. JB,
    Fico feliz por você ter gostado! :)

    --
    Edilson,
    Obrigado! Ótima semana para você também!

    --
    Tha,
    Bondade a sua de dizer isso! Obrigado! :D Boa semana para você também, que bom que gostou da crônica.

    ResponderExcluir
  13. Ru!
    Como sempre, sem formas de explicar a perfeição com a qual voce traduz sentimentos...
    e como você disse, "talvez eu devesse me apaixonar por alguma lua".. ou sera que, mudando o ponto de vista, eu deveria parar de procurar um ser de luz prateada, branca e imaculada e me permitir ver os demais tons do espectro de luz e sentí-los proximos? E quem sabe me aquecer durante uma noite fria sob a luz daquela mesma lua que me fez tão feliz e tão triste em um espaço tão curto de tempo?
    AMU!
    Suas crônicas, M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A-S!!!!
    BJUS!

    ResponderExcluir
  14. Camila Chaves,
    Pois é, temos que mudar o foco de algum modo, para o bem de nosso coração! ;) Muito obrigado por ter gostado da crônica! :D

    ResponderExcluir
  15. Olá , uma amiga me indicou seu Blog... li algumas coisas ... mas adorei essa crônica .
    Tive um sol na minha vida , mas deixei escapar por minha culpa ... o tempo passou e hoje tenho a luz da lua do meu lado ... O sol sempre aparece e me faz lembrar , sentir saudades .Mas achei a outra luz que me guia nas noites escuras e frias.
    beijos![:(]

    ResponderExcluir
  16. Ericka,
    Fico feliz por você ter conhecido o blog e gostado das crônicas! Obrigado! :D

    Tomara que em breve o seu sol não te faça mais tanta falta! ;) Beijos!

    ResponderExcluir
  17. adorei o texto...acho que foi feito pra mim...as vezes fico com medo do BOM!! e corro

    ResponderExcluir
  18. Roberta müller,
    Que bom que gostou do texto! Obrigado e não tema o que é bom, não faz sentido! ;)

    ResponderExcluir
  19. Moço!! Quem diria q em uma manhã simplória, com pouco ou qse nada a ser feito me depararia com um texto tão esclarecedor...

    Amei!!

    Belo dom de transformar em palavras sentimentos tão agudos!

    ResponderExcluir

Emoticons desabafos Digite os caracteres ao lado das imagens e adicione emoticons ao seu desabafo!
Formatação desabafos Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Blog Widget by LinkWithin