Pesquisar este blog

26 julho 2010

Marcadores: ,

Rapidinhas: Teste avalia se um relacionamento amoroso vai durar (e outras notícias de amor)

Compartilhar
Direto ao que interessa e sem dramas

Filme 10 coisas que eu odeio em você
Recorte do cartaz de 10 coisas que eu odeio em você (1997)

Um giro ligeiro e prazeroso sobre o que anda sendo publicado na Internet sobre amor e relacionamentos.


Teste promete avaliar se um relacionamento amoroso vai durar ou não
De acordo com o Diário da Saúde, cientistas estadunidenses coordenados por Ronald D. Rogge da Universidade de Rochester descobriram que realizar um teste para identificar o que um parceiro realmente pensa do outro mostra se a relação vai durar ou não. Para tal identificação, basta aplicar um teste de tarefa implícita, que mostra como as pessoas respondem automaticamente a determinadas palavras, o que permite avaliar se se as pessoas utilizam mais palavras agradáveis ou desagradáveis ao se referir ao parceiro. Em uma tela eram exibidas palavras associadas a coisas boas, palavras associadas a coisas ruins e palavras relacionadas ao parceiro (nome, apelido, características) e assim realizam-se dois testes: no primeiro é preciso pressionar a tecla de espaço no teclado quando foram exibidos palavras boas ou palavras relacionadas ao parceiro e no segundo teste era preciso pressionar o espaço quando fossem exibidas palavras ruins ou palavras relacionadas ao parceiro. Os que realizam mais rapidamente o primeiro teste estão mais satisfeitos com a relação, enquanto os que tiveram mais facilidade em associar o parceiro com palavras ruins tiveram chance maior de terminar o relacionamento um ano após a pesquisa.


OK! E qual tecla a gente aperta para sermos e compartilharmos uma relação mais feliz com o parceiro, ou isso não interessa à ciência? Pois é...?


Fingir orgasmo é prova de amor, diz pesquisa
Segundo o blog Ciência Maluca, resultados de uma pesquisa inglesa apontam que 70% das mulheres já fingiram orgasmo e 25% dos homens também. Diante destes dados o economista HugoM. Mialon da Universidade de Emory em Atlanta fez descobertas até então inéditas, dentre elas as de que: quanto mais alguém ama o parceiro, maior será a probabilidade de fingir o orgasmo, somente para agradá-lo; ambos os sexos fingem mais após os 50 anos; quando se desconfia que o parceiro perceberá o fingimento não se simula o orgasmo; homens de 30 fingem mais orgasmos do que os de 20.


Será mesmo que fingir é prova de amor intenso? Vai saber.


Fezes do marido salvam vida de mulher nos Estados Unidos
Fingir orgasmos parece ser uma prova de amor, mas talvez nunca se noticie uma prova de amor maior do que doar as próprias fezes para salvar a vida da esposa. Sim, é nojento, mas é verdade! A Folha.com relata a história de uma mulher nos Estados Unidos salva pelas fezes do marido. Ela estava à beira da morte com um quadro grave de diarréia e infecção que a fizeram perder 27 quilos em oito meses. Como poderia morrer facilmente e era difícil conseguir um novo intestino, um transplante não era possível. Foi quando o médico que a atendia, Dr. Alexander Khoruts, resolveu tratá-la com uma amostra de fezes do marido da paciente misturada com uma solução salina que foi aplicada no intestino dela. Resultado: a infecção grave desapareceu em um dia. A explicação é que o intestino da paciente não tinha mais as bactérias normais e por isto estava doente, mas com o transplante fecal, as bactérias das fezes do marido curaram a infecção.

Viu, só? Dê valor a quem te ama, seja como for a merda do seu parceiro pode um dia salvar a sua vida.


Foi bom pra você? Até a próxima rapidinha!

4 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Nossa a história das fezes é realmente impressionante...rs
    Linda semana queridoooo e tudo de melhor sempre.

    ResponderExcluir
  2. Edilson,
    Pois é, as fezes do amor! ;) Obrigado, tudo de bom para você também!

    ResponderExcluir
  3. Curtiii seu BLOG TOP
    - e to seguindo, sepah me segue'

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *