Pesquisar este blog

23 junho 2010

Marcadores: , ,

Se eu te falo sobre te esquecer

Compartilhar
Meu amigo, meu amor
Filme O melhor amigo da noiva
Recorte do cartaz de O melhor amigo da noiva (2008)
"Isto não é um adeus. É apenas o caminho pelo qual o amor continua quando as palavras não aquecem o bastante para afastar o frio"
(Pat Monahan/Ryan Tedder)
Em meio a tantas dúvidas encontrei a certeza de que nada era exato ao te amar. Entre tanta gente covarde eu tive a coragem de me entregar. Rodeado de amores medíocres eu ousei desejar o sublime. Então que ninguém me peça para desistir ou voltar se o que há na volta ainda é o que me fez partir. Se por acaso não há mais a gente, me diga, qual motivo eu tenho para não querer daqui embora ir? E veja o tanto que eu pedi. Eu desejei, eu implorei, eu me ofereci por inteiro a qualquer um por algum pedaço a menos de saudade. Mas ninguém nunca trouxe o seu abraço, ninguém nunca trouxe o seu cheiro, nenhum nunca teve o seu jeito, todos erraram onde você acertou e acertaram onde você errou, ninguém nunca trouxe o seu medo e também nunca pensou em levar de mim esse desejo. Só quem sente sente o que sente. Só quem sabe sabe o que sabe. Só a gente sente e sabe o que a gente viveu. Não me importa se o nome do que havia era amor, se era amizade ou se ainda estávamos no vazio complexo que habita entre os dois. Talvez se todos também pudessem sentir e saber haveria mais vida na vida, mais dia nos dias e mais corda nos corações desses tantos que já se esqueceram que precisam bater, que amar é viver, e que a recusa ao amor faz nascer aquelas estrelas que à noite todos esquecem de notar. Apesar de te amar eu gostaria que não houvesse amor, pelo menos que não houvesse o meu amor por você. Eu estava ao seu lado, você estava ao meu e isso bastava aos dois. Havia alegria, havia o gostar da companhia e de um estranho modo a gente se pertencia sem se comprometer, nos unia o compreender. Acho que era amizade. Mas teve que chegar ele, o amor, e bagunçar os desejos trazendo a necessidade do corresponder, para me fazer precisar de mais para sentir alegria, me fazer querer mais da tua companhia e o jeito que a gente era não era o mais o jeito que nos bastava. Se eu não te amasse seria ainda tudo igual, sabia? Eu gostaria de não gostar para que ainda fosse tudo igual, e o amor, o amor seria um detalhe que se esconderia entre nós. O amor seria o silêncio que me calava ao fim do abraço desejoso por você não me soltar. O amor seria o embrulho de cada presente que eu te dava desejoso por você notar. O amor seria o olhar que desviava ao te ver com outros desejoso por você ser feliz com cada um deles, mas reservar algum espaço na tua vida, um espaço qualquer no qual eu pudesse continuar. O amor estaria sempre onde o nunca o impedisse de se concretizar. É então que eu vejo que o amor sempre esteve lá e eu posso pensar que não era para ter sido, que pode dar um bom livro o amor do qual a vida nos livrou, que eu nunca te amei e parti, que você nunca foi um amigo de verdade e não se importou. Há várias possibilidades que eu posso me dizer agora para confortar a alma. E há tantos motivos aqui que eu não saberia por onde começar. Então, se eu te falo sobre te esquecer eu confesso, eu não te esqueci, eu desisti. E desistir é apenas um jeito de seguir em frente e lembrar do que não se pode ter. Eu voltarei, não sei de onde nem para onde, mas eu vou te procurar, meu amor, quando eu puder te chamar de "meu amigo", sem sentir que isso é pouco, sem que por isso haja dor. Até lá eu quero que você guarde todo dia um sorriso para mim e mesmo que eu não volte entregue a cada dia esse sorriso para o mundo e saiba que a vida pode sim ser feliz. E se eu não voltar, você já sabe o motivo, mas também saiba que eu vou recomeçar e encontrar algum jeito de a vida ser feliz sem a gente aqui comigo. Não que eu não seja feliz, mas eu vou achar um jeito de amar alguém de novo. Até lá - se assim for -, meu amigo. Até nunca - se assim for -, meu amor.
"Não me escondo do medo de não me reerguer do silêncio de uma vida sem você de tudo que faltou ser"
(Sandy Leah)

44 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. "Não que eu não seja feliz, mas eu vou achar um jeito de amar alguém de novo."

    ... encontrarei sempre forças pra amar de novo, porque eu acredito no amor.

    Sempre me tocando.

    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Ruu..que texto lindissiimooo!!!!!
    PArabénss...mil bijos

    ResponderExcluir
  3. "eu não te esqueci, eu desisti. E desistir é apenas um jeito de seguir em frente e lembrar do que não se pode ter. Eu voltarei, não sei de onde nem para onde"
    O texto ta perfeito.... eu só espero que qdo puder ser amiga ele ainda queira isso.

    ResponderExcluir
  4. ....que você nunca foi um amigo de verdade e não se importou. Há várias possibilidades que eu posso me dizer agora para confortar a alma.
    hoje eu vejo que isso era verdade, amei o texto muito lindo mesmo!

    ResponderExcluir
  5. Cris,
    Que bom que você se deixou tocar pela crônica! :D E vamos sim achar um jeito, é tentando que se consegue, não é mesmo? ;) Beijos e obrigado!

    ---
    Angelica,
    Muito obrigado, mocinha! Beijos! :)

    ---
    Debora,
    Eu também não sei se ele ainda estará lá se eu um dia conseguir voltar, mas se eu voltar, já será uma grande vitória. Sempre nos cabe só a parte que nos cabe. ;) Beijos, obrigado e que a gente consiga voltar!

    ---
    jordania castro,
    Nos perdemos em meio às tantas e tantas possibilidades... mas é melhor pensarmos em alguma possibilidade positiva! É melhor ver o mundo assim... ;) Beijos! Obrigado!

    ResponderExcluir
  6. "desistir é apenas um jeito de seguir em frente e lembrar do que não se pode ter"
    PQP!!!! Desculpe começar um comentário com uma palavrinha assim... mas KRA&#$@ rsrsrrsrs
    Agora sim, EU só quero um café... Putz! Acabei de escrever uma frase "curta" lá no meu cantinho e que diz sobre essas vontades que não podemos ter (ou não devemos)"
    Por que não? Por que?
    Enfim, vc e suas palavras que nos transportam para dentro do texto. Escreve para si e para os outros, sempre! Adorei, pra variar!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. "Eu desejei, eu implorei, eu me ofereci por inteiro a qualquer um por algum pedaço a menos de saudade. Mas ninguém nunca trouxe o seu abraço, ninguém nunca trouxe o seu cheiro, nenhum nunca teve o seu jeito, todos erraram onde você acertou e acertaram onde você errou "

    Como sempre lindo Ru, não consigo encontrar palavras p.dizer o quanto TUDO aqui me faz bem, e esse texto, o que foi isso ? Foi p. mim?
    Parabéns, e mais uma vez Obrigada. *--*

    ResponderExcluir
  8. realmente muito lindo , me identifiquei totalmente com o texto .!

    ResponderExcluir
  9. Ruuuuuhhh.. Pults, fazia tempo que eu não deixava um comentário aqui, mas agora não tem como não deixar.. Vc quer acabar comigo, é isso? Tô em lágrimasss... rs
    Eu poderia ser a autora de cada uma dessas palavras, mas você não poderia ter sido a pessoa melhor à escrever.
    'Até lá - se assim for - meu amigo. Até nunca - se assim for - meu amor.'

    Lindo demais!
    Cada dia escrevendo melhor.. como é possível? rs
    Beijos, Amado!
    =*

    ResponderExcluir
  10. Simone Aline,
    Pode começar o desabafo como quiser aqui (risos)! :D Muito obrigado, fico feliz que tenha gostado da crônica e que goste também do blog! E realmente nunca saberemos por que não... nunca... Beijos!

    --
    Aline,
    Obrigado, mocinha! Se você sentiu o que está aí escrito o texto é para você também! :P Beijos e obrigado!

    --
    camila fletcher,
    Muito obrigado! Generosidade sua! :)

    --
    Anônimo,
    Não fique sem desabafar, viu?! ;)
    Te agradeço, pelo desabafo e por suas palavras de elogio. Espero poder merecer! Beijos e obrigado! :D

    ResponderExcluir
  11. "Em meio a tantas dúvidas encontrei a certeza de que nada era exato ao te amar. Entre tanta gente covarde eu tive a coragem de me entregar. Rodeado de amores medíocres eu ousei desejar o sublime. Então que ninguém me peça para desistir ou voltar se o que há na volta ainda é o que me fez partir."


    É incrível como você escreve coisas PERFEITAS...
    Ah como eu queria que todas as coias que desejo(desejos proibidos) pudessem ser perfeitos como suas palavras!

    Enfim, agora vou aproveitar meu são joão, porque estou no melhor lugar do mundo pra fazer isso, Pernambuco.
    :D

    BeijO Ru.

    ResponderExcluir
  12. Julianna,
    Você disse "Ah como eu queria que todas as coias que desejo(desejos proibidos) pudessem ser perfeitos como suas palavras!" e eu digo: que me dera escrever assim como você pensa que eu escrevo! Muito obrigado! :D Beijos e boa festa para você! Se puder ajude aí o pessoal que está com tantos problemas em Pernambuco! ;)

    ResponderExcluir
  13. lindaoo msm..to em chouqe diante desse texto maravilhoso..
    parabens Ru

    Ju Feres

    ResponderExcluir
  14. Ju Feres,
    Generosidade sua, mocinha, mas obrigado! :D

    ResponderExcluir
  15. 'Há várias possibilidades que eu posso me dizer agora para confortar a alma. E há tantos motivos aqui que eu não saberia por onde começar. Então, se eu te falo sobre te esquecer eu confesso, eu não te esqueci, eu desisti. E desistir é apenas um jeito de seguir em frente e lembrar do que não se pode ter.'
    com certeza desisti... e 'Não que eu não seja feliz, mas eu vou achar um jeito de amar alguém de novo. Até lá - se assim for - meu amigo. Até nunca - se assim for - meu amor.' :((

    sem palavras...
    sem saber como colocar em palavras o q vc me fez sentir dessa vez, Ru!!Hoje simplesmente usei de suas palavras...pra espressar aki o sentimento desperto...
    Como sempre MARAVILHOSO! :)

    ResponderExcluir
  16. Camila Chaves,
    Pode fazer uso à vontade dessas minhas sinceras palavras, mocinha! Obrigado, viu? Beijos! :D

    ResponderExcluir
  17. eu estava morrendo de saudade das tuas crônicas. não aguentava vir aqui todo dia e não ter esses belos textos.. mas agora, sei lá, mexeu muito comigo. você sempre mexe muito comigo, afinal, você tem um dom inquestionavel de transformar sentimentos em palavras. Parabéns. Pessoas como você fazem eu/nós não perder a esperança.

    ResponderExcluir
  18. otimo texto, dificil é aceitar que desistimos, que vamos seguir em frente, mas sempre chega uma hora que vc faz algo e lembra 'poxa eu ja fiz isto junto dela', complicado...
    o tempo passa, mas as lembranças não...
    queria que tudo pudesse ser deletado, como um swift + delete, que nao fosse pra lixeira, que nao pudesse ser recuperado.
    parabens pelo texto, vc é otimo.
    abraço

    ResponderExcluir
  19. Anônimo,
    Muito obrigado, por gostar das crônicas e do que escrevo, fico feliz com isso. Espero um dia merecer seus elogios. :D Beijos!

    --
    Luciano Mota,
    Eu também sempre penso "já vim aqui com ele", "Já fiz isso com ele", é difícil mesmo... Mas vamos superar, um dia! Muito obrigado, generosidade sua! :D

    ResponderExcluir
  20. Muito bom...
    É raro alguém me trazer lágrimas aos olhos, ainda mais não sendo cara a cara.
    Não tenho a "moral" pra dizer se você escreve bem ou não, mas posso afirmar que você tem essência, tem sentimento... Acho que pra escrever basta isso.
    Parabéns MESMO por saber aproveitar esse dom de transmitir, é raro.
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  21. Como sempre você se supera mais e mais!
    Ainda espero ler um livro seu e te ver no sofá do Jô hehehe, beijos Ru :*

    ResponderExcluir
  22. Lindo lindo lindo lindo! Ainda bem que o "ocioso" existe para fazer com que eu conhecesse essas suas lindas palavras.
    Meus parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Firo,
    Fico muito feliz por você ter se permitido se emocionar com minhas palavras! Obrigado e é apenas generosidade sua ver em mim esse dom! :D Abração!

    --
    Dani,
    Muito obrigado e quem sou eu para ir a qualquer sofá, quanto mais o do Jô, mas agradeço o seu carinho! Beijos! :P

    --
    Thatyane,
    Bom mesmo o Ocioso ter te trago aqui! Obrigado por visitar, bem-vinda e volte sempre! Ah, valeu por gostar da crônica também! :)

    ResponderExcluir
  24. Acho que já te falei isso, mas retifico: você tem o dom de passar para o "papel" aquilo que sente, tão perfeitamente. Mas o que mais me toca, é que nos seus, eu me enquadro muito bem. Digamos que você parece escrever por mim. Sinceramente, li e reli este mais de 10x e a lágrima não cansa de cair. Você simplesmente traduziu e expos TUDO, literalmente TUDO, que guardo nesse "coração...mundo de palhaços de mulher". Só tenho que agradecer...ler me fez vê muita coisa e repensar em outras tantas. Parabéns e obrigada. bjus

    ResponderExcluir
  25. joannapsn,
    Eu que te agradeço pela generosidade de seu comentário sobre minhas palavras. :D Espero que fique bem e é gratificante saber que pode ver e repensar seus sentimentos por meio da crônica! Obrigado e beijos!

    ResponderExcluir
  26. Então, se eu te falo sobre te esquecer eu confesso, eu não te esqueci, eu desisti. E desistir é apenas um jeito de seguir em frente e lembrar do que não se pode ter. Eu voltarei, não sei de onde nem para onde, mas eu vou te procurar, meu amor..


    É, antes de ontem, dei um 'adeus' a um grande amor. E esse texto me serviu e muito, caiu feito uma luva.
    Eu adoro os teus textos, eles dizem tanto :/
    - Parabéns, e um abraço (:

    ResponderExcluir
  27. @nicassialeite,
    Desejo sorte em sua nova fase! ;)
    Obrigado por gostar dos textos!

    ResponderExcluir
  28. 'Havia alegria, havia o gostar da companhia e de um estranho modo a gente se pertencia sem se comprometer, nos unia o compreender.' Tanta sabedoria.. parabéns, vc é um gênio! Seus textos são tão maravilhosos... Passo horas lendo e me emocionando. Novamente, parabéns!

    ResponderExcluir
  29. Melissa,
    Fico muito feliz por você se permitir se emocionar com o que escrevo, muita generosidade sua! Obrigado! :D Beijo!

    ResponderExcluir
  30. Me emocionei ao ler seu texto... pq vc conseguiu colocar em palavras algo q sinto em relação a uma pessoa. Eu realmente não o esqueci, eu desisti. E vc tem toda razão qd diz "... E desistir é apenas um jeito de seguir em frente e lembrar do que não se pode ter." Eu não posso tê-lo e preciso aceitar. Tb preciso aceitar q ñ vim ao mundo pra ser feliz e encontrar um grande amor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz demais por ter se emocionado! Obrigado! :)

      Excluir
  31. esse final foi maravilhoso:

    "...Então, se eu te falo sobre te esquecer eu confesso, eu não te esqueci, eu desisti. E desistir é apenas um jeito de seguir em frente e lembrar do que não se pode ter. Eu voltarei, não sei de onde nem para onde, mas eu vou te procurar, meu amor, quando eu puder te chamar de "meu amigo", sem sentir que isso é pouco, sem que por isso haja dor. Até lá eu quero que você guarde todo dia um sorriso para mim e mesmo que eu não volte entregue a cada dia esse sorriso para o mundo e saiba que a vida pode sim ser feliz. E se eu não voltar, você já sabe o motivo.."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, do texto e do final! :) Beijo! Obrigado!

      Excluir
  32. é..
    no carnaval eu tive que desistir e seguir em frente.

    Na primeira vez que chorei na frente de um homem eu tive que dizer:
    "...Vc deu tudo o que vc poderia me dar e eu dei tudo de mim.
    Se a gente continuar desse jeito, a gente vai se odiar um dia. E eu não quero estragar tudo o que de bonito a gente viveu.
    Desculpa se sou covarde. Mas eu não tenho um botão pra deletar o que sinto por vc. E desse jeito que estamos, eu nunca vou seguir em frente.
    Por favor, me respeite e não venha atrás, não me ligue, não mande email ou o que for.
    Nossa relação vai se resumir a uns dois contatos por ano assim: oi, tudo bem e tchau.

    Não lute pela nossa amizade, pois ela não existe.
    É só isso que eu peço. Não lute por nós."

    sugiro ler seu texto com a seguinte música:
    Pra ser sincero - Engenheiros do Hawaii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ouvir música lendo é mesmo ótimo! Espero que hoje você esteja bem! Beijo!

      Excluir
  33. Pra ser sincero eu não espero de você mais do que educação,
    Beijos sem paixão, crimes sem castigo,
    Aperto de mãos apenas bons amigos...

    Pra ser sincero eu não espero que você minta
    Não se sinta capaz de enganar
    Quem não engana a si mesmo

    Nós dois temos os mesmos defeitos
    Sabemos tudo a nosso respeito
    Somos suspeitos de um crime perfeito,
    Mas crimes perfeitos não deixam suspeitos

    Pra ser sincero eu não espero de você mais do que educação,
    Beijos sem paixão, crimes sem castigo,
    Aperto de mãos, apenas bons amigos...

    Pra ser sincero não espero que você me perdoe
    Por ter perdido a calma
    Por ter vendido a alma ao diabo

    Um dia desses, num desses encontros casuais
    Talvez a gente se encontre,
    Talvez a gente encontre explicação

    Um dia desses num desses encontros casuais
    Talvez eu diga, minha amiga,
    Pra ser sincero... prazer em vê-la
    Até mais...(até mais)

    ResponderExcluir
  34. Ru, conheci seu blog hoje e estou boquiaberta com o tanto que me tocou! Esse texto, que até parece que vc escreveu pra mim, diz tudo que eu venho sentido. Aquela coisa "você era meu melhor amigo e meu namorado sem nada nunca ter acontecido, sem palavras para ser ditas". Aquela sentimento, aquela cumplicidade tão forte que eu quase gravitava em volta dele e ele também. Mas essa minha pessoa teve q ir embora e eu tbm.. estamos sem se ver a uns 3 anos. Ficamos sem nos falar por um tempo e depois qnd voltamos a se falar parece que toda aquele enxurrada de sentimentos, lembranças voltaram a tona. E a uns dias atrás eu percebi que todas as pessoas com quem eu mantive relacionamentos(curtos ou longos) tem características parecidas com a dele: alguns tinham os olhos claros, outros os cabelos pretos, o jeito de falar, olhar. Acho que meu subconsciente o procurava em qualquer pessoa e eu acabava "caindo" pela pessoaa escolhida pelo subcosnciente! Você entende?
    Daí, eu percebi que eu não tive o meu encerramento com ele, nossa história não teve ponto final ela continua, a atração permanece, e eu e ele permanecemos distantes geograficamente, o que ainda me machuca muito! Penso, que assim como vc disse ao concluir a crônica, eu preciso me afastar. O meu cérebro sabe disso, mas o meu coração não quer de jeito nenhum. É quase como se eu não soubesse o que fazer sem ter sentimentos por ele, mas eu também não quero esquecer os nossos momentos juntos. Foram os dias mais felizes da minha vida e eu não quero esquecer.. pelo menos é o que o meu coração está gritando pra mim. Eu quero pensar nele como um amigo, sem achar que é insuficiente.
    Então, eu venho pensando em ligar pra ele e colocar em palavras tudo aquilo que a gente nunca colocou ou declarou em alto e bom tom. Eu preciso ouvir o que ele sentiu, e eu preciso dizer o que eu senti pra poder deixar tudo isso pra trás e seguir em frente. Será que é possivel? Vc acha que eu devo ligar e falar tudo com ele? Fico com medo dele se assustar.. mas dessa vez, se eu ligar, vai ser por mim e pelo meu interior e não por ele!

    Obrigada pela texto e espero que vc me responda!
    Beeijos e continue esse excelente cronista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, mocinha! Desculpe-me pela longa demora em te responder, a vida se tornou muito corrida e com muitos compromissos! Mas espero que o amor que você sentiu tenha, no mínimo, se tornado uma boa lembrança! :D Beijo e obrigado!!!

      Excluir
  35. E que seja rápido .. Porque dói, e incomoda muito ..

    ResponderExcluir
  36. Conheci seus textos hoje e estou de boca aberta! Incríveis! Eles expressam de uma forma tão exata coisas que já aconteceram (ou melhor, acontecem)na minha vida! Sempre existe algum texto que liberte as lágrimas que estavam sufocadas por algum sentimento que nunca foi expressado...
    Amei e achei maravilhoso. Vou voltar sempre aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me sinto muito feliz em saber que você encontra algo que te conforte por aqui! Muito obrigado e volte sim sempre! :D Beijo!

      Excluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *