Pesquisar este blog

26 junho 2010

Marcadores: ,

Rapidinhas: Ciência explica por que é difícil esquecer um amor (e outras notícias de amor)

Compartilhar
Direto ao que interessa e sem dramas

Filme O passado

Recorte do cartaz de O passado (2007)

Um giro ligeiro e prazeroso sobre o que anda sendo publicado na Internet sobre amor e relacionamentos.


Por que é difícil esquecer um amor? A ciência explica o que nem o tempo apaga
ATENÇÃO! A Folha.com.br traz os resultados de uma pesquisa que tenta entender o que muitos apaixonados não entendem: por que é tão difícil esquecer um amor? O neurologista Antoine Bechara, da Universidade de Iowa nos Estados Unidos, descobriu que a dificuldade vem de um conflito cerebral. As impressões formadas durante o relacionamento (que não se relacionam às memórias) ficam registradas no cérebro que, involuntariamente - mesmo sem a intenção do apaixonado, mesmo sem o outro fazer parte da vida dele, mesmo sem que se queira relacionar novamente com o outro -, provoca reações físicas que sequestram os pensamentos do indivíduo dificultando tanto o esquecimento quanto a mudança de foco, o que pode impedir a pessoa de amar novamente. E será que o tempo apagaria esse amor? "Não apaga. Esse sentimento é próximo ao dos vícios", diz o neurologista.


Então, o que se pode fazer? O pesquisador indica: reforçar as emoções negativas ligadas à pessoa (sim, odeie a pessoa!), ficar longe da pessoa (como um viciado em drogas deve ficar longe das drogas) e se esforçar em mudar o foco (arranje outro amor), pois ficar só não ajuda a superar.

A alguns traz certo conforto saber disso, e parece que os ditos populares de que o amor nem o tempo apaga e que só se cura um amor com outro amor estavam mesmo certos...


Rede social cria banco de espermas só com belos
De acordo com o InfoOnline, a rede social virtual que permite somente usuários bonitos em seu site, o BeautifulPeople, acaba de lançar um banco de esperma. O objetivo, para o diretor do site, Greg Hodge, é o de aumentar as chances de quem deseja ter um bebê belo conseguir realizar o sonho, sem qualquer interesse financeiro. Os belos usuários do site que se interessarem doaram o esperma, que poderá ser doado a pessoas julgadas como feias pelo site e que, por isso, não fazem parte da rede. Segundo o BeautifulPeopple, mais de 600 bebês já nasceram a partir da união de casais que se conheceram no site.


Prefiro não comentar...


Esqueça os "olhos nos olhos", a conquista (também) se dá pela "voz nos ouvidos"
A coluna Fórmula do Amor da Galileu apresenta resultados do estudo da pesquisadora da Universidade de Albany nos Estados Unidos Susan Hughes, segundo os quais a voz tem papel importante na sedução. Ao pesquisar voluntários que ouviram vozes gravadas contando de zero a 10 e depois as avaliaram de "muito desagradável" a "muito atraente", a pesquisadora percebeu que os donos das vozes consideradas mais sexys eram homens com ombros largos e mulheres com cintura fina - características tidas como sedutoras em várias culturas -, e pessoas mais sexualmente experientes, por terem começado a vida sexual mais cedo e terem tido mais parceiros. Para a pesquisadora, a voz é um fator importante na conquista, principalmente à noite quando a visão está comprometida, pois a voz "oferece informações importantes sobre características biológicas de seu portador, como sua configuração corporal e comportamento sexual".

Complexo, não?


Foi bom pra você? Até a próxima rapidinha!

13 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. A confirmação do que todos já sabiam! Se quer "esquecer" alguém, fique longe dele (a), pense nele(a) como algo ruim na sua vida, e nunca, em hipótese alguma deixe-se recair. Mas como todo mundo também sabe, é muito mais fácil falar, né?! rs
    Sobre o 'Poder da voz' eu é que prefiro não comentar. rs


    Achei o blog esses dias por aqui..E gostei! Parabéns :) Vou passar mais vezes.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. Isabela,
    A gente sabia mais ou menos, né, mocinha? Achei ótima a pesquisa ter se atentado a isso e buscado entender como funciona nosso cérebro ao tentar esquecer um amor. "O óbvio e o complexo nem sempre se excluem mutuamente" (Law & Order)! ;)

    Eu não ligo muito para a voz... mas a pesquisa faz sim sentido!

    Obrigado, bem-vinda e volte sempre!

    ResponderExcluir
  3. Esse primeiro texto me lembrou aquele filme, Brilho eterno de uma mente sem lemrança, muito haver mesmo!!!!

    ResponderExcluir
  4. Mazane,
    Com certeza. Uma prova científica de que esquecer um amor não é tarefa das mais fáceis e de que não basta só o querer ou o tempo. Eita, difícil demais da conta! :D

    ResponderExcluir
  5. Sigo o blog, estou sempre por aqui!

    Acho mto interessante quando vc faz posts em que a ciência se compromete a respondar aquilo que sentimos mas não entendemos!
    Tbm adoro todos os seus desabafos..

    Como já disse, minha presença aqui é garantida!
    Excelente semana a vc!

    ResponderExcluir
  6. Tha,
    Que bom que você gosta das notícias sobre pesquisas relacionadas ao amor. Eu sempre amei ler estas notícias pela Internet e achei que seria legal compartilhá-las aqui! Bom saber que tem gostado das rapidinhas e dos meus desabafos! :) Obrigado! Beijos! Ótima semana para você também!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tá tudo bem? Hoje recebi uma notícia que me deixou triste (ref. as faculdades que estão aderindo ao enem). Estive buscando consolo e acabei achando http://www.eusoqueriaumcafe.com/2008/01/tenha-em-que-acreditar.html

    e isso me deu tanto ânimo que eu chorei, obrigada Ru! Beijos

    ResponderExcluir
  8. Saionara,
    Ah, não perca as esperanças, sei que o Enem é difícil ao cubo (eu já fiz e não fui bem, fui muito mal) e hoje não só fiz graduação, como especialização e agora estou no mestrado. Você vai vencer! Não desanime! :D

    ResponderExcluir
  9. Bom ponto de vista, isso ajuda a explicar esse tipo de coisa.

    ResponderExcluir
  10. ah o amor...sempre gera esse tipo de coisa.

    ResponderExcluir
  11. The papa,
    E com ajuda... ;)

    --
    Alana,
    Pois é...

    ResponderExcluir
  12. é verdade... o sentimento acaba mais da pessoa nem o tempo pode apagar da memória ;s

    ResponderExcluir
  13. Anônimo,
    Exatamente o que o neurologista disse, o sentimento pode ter ido embora, mas não apaga! É bem complexo... :-X

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *