Pesquisar este blog

25 maio 2010

Marcadores: ,

Sinceras desculpas

Compartilhar
Para não dizer que não pedi

Filme De repente é amor
Cena de De repente é amor (2005): o importante é tentar e sorrir (sempre!)

"Pra que mentir, fingir que perdoou, tentar ficar amigos sem rancor? A emoção acabou, que coincidência é o amor"
(Cazuza)


Quero me desculpar. Aliás, me desculpar é pouco, eu quero pedir sinceras desculpas, confesso perdão a você. Sim, eu errei com você e preciso me desculpar. Eu errei com você, em todos os sentidos e caracteres da palavra erro. Errei e preciso me desculpar. Sim, é isso mesmo, ME PERDOE, ME DESCULPE! Me desculpe por ter te amado, me desculpe por ter sido amigo (chegará o dia em que você aprenderá a diferença entre colega e amigo). Me desculpe por ter feito por você tudo que eu gostaria que tivessem feito por mim. Me perdoe por ter te oferecido o que eu adoraria que tivessem me dado. Me desculpe por todas as vezes que eu tentei, desculpe o tanto que te incomodei, se insisti, se não me limitei à minha insignificância física, sentimental e comportamental perante sua grandeza e a dos que te rodeiam. Me desculpe por tudo, quem sabe, usando o nada que restou de nós.

Tira o sapato e deixa a pedra cair... pronto! Está livre de mim. Deixa tudo assim. Sabe o que é? Não adianta eu virar a página, não adianta eu arrancar a página se eu sempre voltar para comprar o mesmo livro! Não tem vilão, não tem mocinho, tem gente, e aqui o Lobo Mau não comeu a Chapeuzinho (entendeu a piada?). Ninguém precisa se culpar, ninguém precisa se esconder, mas devemos respeitar. Não mandamos no que sentimos, não escolhemos a quem amamos, mas escolhemos o que fazemos. É por essas e outras que meu cachorro dorme lá fora no quintal e eu durmo aqui dentro: sou um ser racional, capaz de decidir meus atos. Portanto, controle-se!

Por que se importar tanto comigo? Por que se importar com o que eu falo, grito ou digito? Você nunca se importou muito comigo, não precisa começar agora. Deixa a poeira baixar e depois cataremos o que nos sobrou jogado ao chão. Agora não é o momento, agora não é o tempo, nosso tempo passou, mas não precisamos passar do limite. Seja feliz, é o que sempre te tentei, é o que quero que consiga. Eu era feliz até achar que só você poderia me fazer feliz, então eu só preciso voltar a não achar.

Um dia a gente se encontra e isso tudo passa. Até lá, desculpe, não posso fingir, aliás eu posso fingir, mas eu não quero mais fingir! É que agora eu sou alguém que aprendeu a respeitar as minhas vontades e a não mais passar por cima delas em benefício das suas ou das de ninguém. Não me tornei egoísta, mas preciso de um tempo para mim. Ninguém vive minha dor, ninguém vive minha vida, então EU tenho que decidir o que fazer. Por favor, pelo menos uma vez na vida me respeite: DEIXA EU TE ESQUECER, permita que eu me desapaixone!

Ainda assim, meu caro, me desculpe. Você não achava que eu lhe amaria todo este tempo, desculpe, mas eu tive que te decepcionar. Você não achava que eu seria capaz de me afastar, desculpe, mas eu novamente lhe decepcionei. Agora você deve achar que eu voltarei atrás como da última vez, então, já peço desculpas antecipadas, baby, pois novamente eu terei que lhe decepcionar. Não se preocupe, a vida é assim, você super erra, mas supera (ou não)!

"Você é assim. Todos se consideram seus amigos. Mas você não deixa ninguém chegar perto, porque tem medo de se ferir. E o problema é que você realmente gostava dela. Foi a única de quem realmente gostou. E não importava o que ela fizesse, você nunca baixava a guarda. Pobre garota, nunca teve chance..."
(Separados pelo casamento - 2006)

32 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Esse é o verdadeiro tapa de luva de pelica!
    Sempre me disseram que era necessário dar um tapa assim, mas eu nunca entendi o real significado da expressão até ler essa crônica de hoje.
    Arrasou querido, como sempre.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. Cris,
    Que bom que gostou, mocinha! :D E melhor ainda saber que ficou parecendo um tapa de luvas de pelica (risos). :P Me lembrou uma música do Cansei de ser sexy essa de luva de pelica, chamada "Super Afim". Depois, ouça! ;) Beijos, obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Verdade, eu nunca tive chance de te dizer o quanto eu o amava...

    ResponderExcluir
  4. Putz Rú vc tem a manha lindo demais!!!!!!!!!!!
    Parabens pelo talento!!!!!!!
    Bjux
    Mary Vorcaro

    ResponderExcluir
  5. Mary Vorcaro,
    Muito obrigado, mocinha! Que bom que gostou! :D

    ResponderExcluir
  6. As vezes quando eu quero fugir das minhas verdades e entro aqui no seu mundo virtual, minhas opniões, TODAS, mudão. É incrível isso!
    Eu até consegui falar isso tudo que ta no texto, problema é colocar em prática.
    Mas...
    "Não se preocupe, a vida é assim, você super erra, mas supera(ou não)!"

    BeijO RU.


    Julianna

    ResponderExcluir
  7. me embriago sempre nos seus textos, mas nesse é como se estivesse tendo uma overdose completa. Meu Deus como pode ? meu eu ai,meus sentimentos, minhas feridas, eu inteira.
    Obrigada mais um vez, por me trazer tanta paz, por expressar aquilo que eu não consigo. Você é MARA. Lindo, Lindo,Lindo *--*

    "Sabe o que é? Não adianta eu virar a página, não adianta eu arrancar a página se eu sempre voltar para comprar o mesmo livro !"

    Perfeito.

    ResponderExcluir
  8. Julianna,
    Não é tão difícil assim colocar em prática, é só irmos aos poucos, com cuidado, sem forçar, que conseguimos sim! ;) Seja forte e se esforce! :D

    --
    NiNe,
    Mocinha, eu que te agradeço pela generosidade em gostar do que aqui escrevo. Fico feliz que essa crônica tenha te trago paz! :P Obrigado!

    ResponderExcluir
  9. Ahhhhhhhhhhh esse foi lindoooooooo..deu vontade de choarrrrr...bem o que to vivendo..tentando rasgar uma pagina mas sempre volto e compro livro...
    Ru Obrigada...lindo msm

    bjoksss
    Ju Feres

    ResponderExcluir
  10. Mais um texto ótimo!!
    Sempre que recebo um feed do seu blog. vou correndo ler, e me supreendo a cada texto, a cada atualização, tudo muito bom!! vc escreve muito bem, só me resta dizer obrigada pq vc não sabe o quanto me faz bem ler seus textos, reta como disse a outra leitora colocar em prática!!

    Amo mto!!

    ResponderExcluir
  11. Juliana,
    Pois é, não podemos rasgar e comprar de novo, não é mesmo? Temos que ser coerentes, tentar sofrer menos, pelo menos tentar... :D

    --
    Bruna,
    Fico muito feliz ao saber que você sempre vem ao blog, após ler o feed. Muito obrigado, por suas visitas e pela generosidade com minhas palavras! :)
    vamos sim colocar em prática, vamos tentar!

    ResponderExcluir
  12. Otimo texto!

    Isso sempre me acontece, esse papo de ser amigos depois que termina não tem como, pelomenos para o lado que sofre, é muito dificil ser. O jeito é viver, achando que essa pessoa já morreu. E superar... ta dificil!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Luciano Mota,
    É difícil mesmo, pois o convívio alimenta os sentimentos e gera mágoas pela impossibilidade... Que bom que gostou do texto. Obrigado e força para você! Fique bem! :D

    ResponderExcluir
  14. Aii doeu aqui no coração. Estou assim, arranco a página, mas sempre volto pra comprar o mesmo livro...pq ele sempre volta se nunca fica??

    ResponderExcluir
  15. ,
    Há casos também nos quais a gente arranca a página, mas ela volta e se coloca no mesmo lugar... agora, por que ela não fica é difícil saber. Vai entender o coração do outro... ;)

    ResponderExcluir
  16. Oi Ru!!!!! :D
    mais uma vez, vc mexe comigo!
    ai ai...
    ta dificil de rasgar a pagina, sabe, mas assim q eu conseguir espero não voltar pra comprar o livro...:(
    e definitivamente DECEPCIONAR quem acredita que eu não sou capaz de ir adiante!

    eu ainda chego lá!

    PARABÉNS, como sempre, ARRASOU!!!

    ResponderExcluir
  17. Camila Chaves,
    Coloca "You'll see" da Madonna no último volume e rasga o livro inteiro! (risos)
    É difícil mesmo superar, mas quando não estamos felizes temos que ser fortes para mudar! Força para nós! :D
    Beijos e que bom que gostou da crônica! :)

    ResponderExcluir
  18. É incrível como sempre me identifico com seus textos, são todos perfeitos.
    Eu simplesmente adoro o seu blog.
    Vc escreve muito bem, parabéns! ;)

    Bjos RU e tudo de bom sempre.

    ResponderExcluir
  19. Bruna Barros,
    Muito obrigado, mocinha! Tudo de bom para você também! :D

    ResponderExcluir
  20. Quando a gente casa com outras pessoas rs
    è tarde sim rs...
    (Eu casei ele tbm)

    ResponderExcluir
  21. Adoro seus textos e fico impressionada com a semelhança com os meus sentimentos.
    Estou tentando há meses deixar de sentir o que eu sinto e não consigo, porém, quando leio o que escreve tudo parece ser tão fácil, objetivo, simples, como os sentimentos deveriam ser mesmo!
    Um dia chego lá! hehehe
    Beijos,
    Gi.

    ResponderExcluir
  22. sempre venho aqui qnd vejo a atualização!
    Acho um máximo!
    e hoje decidi te dar parabéns, mas nao pq só hj vi o quanto esse blog é bom, mas pq as pessoas,as vezs, precisam ser reconhecidas!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Anônimo,
    Depois que inventaram o divórcio nunca é tarde MESMO! ;) Não desista! Beijos!

    --
    Entre o Real e o Virtual,
    Muito obrigado. Fico feliz por você se reconhecer de algum modo nas crônicas! :D Acho que você tem razão, escrever sobre os sentimentos sobre como deveria ser nos ajuda a fazer com que realmente seja. Boa sorte para nós! Beijos! :)

    --
    RGF*,
    Agradeço a você por marcar presença aqui no blog, mocinha! Fico muito feliz com seu carinho e generosidade em expressar que gosta do que escrevo aqui. Obrigado! :P Beijos e desabafe sempre!

    ResponderExcluir
  24. "Eu era feliz até achar que só você poderia me fazer feliz, então eu só preciso voltar a não achar. "

    PERFEITO!!

    ResponderExcluir
  25. Lendo o seu texto, me vi na mesma posição, me identifiquei bastante. Agente tenta esquecer, desapegar de coisas que não tem mais importância, arrancar a página e tentar escrever uma nova. Mas parece que as pessoas por puro egoísmo, ou não, não te deixa fazer isso.

    Gostei bastante do seu blog e da forma que você escreve.

    ResponderExcluir
  26. Bary,
    Sim, mas temos também que refletirmos sobre o quanto nós também não estamos nos permitindo esquecer ou nos afastarmos do outro. Muitas vezes nos autosabotamos para continuarmos em determinadas situações. Pense nisso, talvez. ;)

    Fico muito feliz por você ter gostado do blog! Espero que volte! Beijos! :D

    ResponderExcluir
  27. muito.muito..muito,,muito..muito..muito,,,muito...muito,,,muito..muito lindo!
    parece oq sinto por dentro!
    abraço

    ResponderExcluir
  28. Anônimo,
    Obrigado e fico feliz por conseguir traduzir o que você de certo modo também sente... :D

    ResponderExcluir
  29. nossa! se minha namorada escrevesse isso pra mim eu morreria.....! essas palavras tocarão bem fundoo meu coração!!! pode deixar agora vou dar valor meu amor antes q eu a perda definitivamente...obrigada!

    ResponderExcluir
  30. Fábia,
    Isso mesmo, não a perca! ;) E por nada! (risos)

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *