Pesquisar este blog

06 março 2010

Marcadores: ,

Rapidinhas: Infidelidade masculina é "burrice" (e outras notícias de amor)

Compartilhar
Direto ao que interessa e sem dramas

Foto Filme Simplesmente complicado
Recorte do cartaz de Simplesmente complicado (2010)

Um giro ligeiro e prazeroso sobre o que anda sendo publicado na Internet sobre amor e relacionamentos.



Infidelidade masculina é "burrice" (literalmente), diz estudo

Eu sempre achei que só trai quem é burro. Burro por achar que isso não traria problemas ao relacionamento. No entanto, os resultados de uma pesquisa, realizada pelo especialista em psicologia evolutiva da London School of Economics, Satoshi Kanazawa, vão mais além: homens inteligentes, com QI mais elevado, são menos propensos à traição, pois valorizam a exclusividade sexual em um relacionamento. De acordo com o autor do estudo, a fidelidade masculina é uma prática evolucionária, pois historicamente o homem tem sido relativamente polígamo, por isso os mais inteligentes estariam mais abertos à essa evolução. Apesar de a exclusividade sexual significar maior QI entre os homens, tal relação,segundo Kanazawa, não se aplica às mulheres, relativamente monogâmicas na história da evolução humana.


Então, parece ser literalmente burrice trair! Seja inteligente e pense nisso na próxima vez...


Divorciados fazem mais sexo
Resultado de levantamento realizado pelo jornal britânico The Sunday Telegraph, aponta que pessoas divorciadas fazem sexo entre seis e 20 vezes por mês, enquanto os casados fazem sexo nove vezes por mês, em média. O estudo também indicou que uma das prováveis causas para os casados fazerem menos sexo é o stress causado pelo ambiente familiar, associado ao stress do ambiente de trabalho. A solução para ter uma vida sexual mais ativa não seria ficar solteiro, pois o levantamento também apurou que os solteiros fazem menos sexo do que os divorciados, e ainda menos sexo do que os casados. Com uma frequência entre seis e 20 relações sexuais por mês estão 68% dos divorciados, 44% dos casados e 38% dos solteiros.


Não dá para saber se tais resultados se repetiriam em todo o mundo, mas fica a dúvida do por quê os divorciados fariam mais sexo do que os solteiros... vai saber!



Doentes de amor?

Pesquisa de mestrado em andamento na Universidade de São Paulo (USP), desenvolvida pela psicóloga Andréa Lorena da Costa procura voluntários para pesquisar diferenças entre o amor patológico e o ciúme patológico. Segundo a psicóloga, o amor se torna uma doença quando há atenção e cuidados excessivos com o parceiro, enquanto o ciúme se torna patologia quando há o medo de ser perder o companheiro, entre outros. Para ser voluntário é preciso ter disponibilidade para comparecer semanalmente ao Hospital das Clínicas de São Paulo, para responder a entrevistas e questionários sobre o tema da pesquisa.


Quem puder e quiser basta entrar em contato com o Ambulatório de Transtornos do Impulso do Instituto de Psiquiatria da USP (Amit) pelo telefone (11) 3069-7805 ou pelo e-mail contato@amiti.com.br

Oportunidade interessante para quem sente sofrer de alguma dessas patologias ajudar a ciência a entender melhor o sentimento amoroso.


Foi bom pra você? Até a próxima rapidinha!


16 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Francisco de Sousa Vieira Filho,
    Obrigado! :P

    ResponderExcluir
  2. qUE COISA GAY!
    BURRO É QUEM TEM VARIAS ESCOLHAS E COME A SEMPRE A MESMA MULHER
    TRAIO MESMO E TRAIO SEMPRE!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo,
    Traição é uma escolha independentemente da orientação sexual, meu caro, não é coisa gay ou hétero. ;)

    ResponderExcluir
  4. totalmente gay.

    e não me refiro a traição... fica a reflexão ;)

    euhaeuheuaehu

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante esse estudo! De fato, "colecionar" fêmeas é puramente instintivo. Hoje é maravilhoso reparar na evolução moral do homem num todo, e isso inclui a fidelidade. Fico feliz se tenho o QI mais elevado por ser fiel! aiuehiuaeha realmente se for feita uma análise crítica, a argumentação do Kanazawa é totalemte lógica! Abraço! excelente blog!

    ResponderExcluir
  6. Essa era obvia, para o homem trair ele tem que casar, e para casar ele tem que ter QI baixo, simples assim.

    ResponderExcluir
  7. É 'anônimo'... Ser 'burro' é questão de escolha. Você fez a sua... Depois não esquenta quando o 'negão' tiver na tua cama com tua mulher. Afinal, na tua ausência... Quem se 'esquenta' com ela é o 'Ricardão'. Não vacila. Num vai deixar a mulher carente. Mulher carente é fogo! E macho que é macho (predador) pode trair várias vezes, mas se sente um animal (um 'burro', por que não?) quando recebe um único chifrezinho de nada. Vamos combinar: homem levar fama de corno é pior do que mulher... E mulher tem um faro... Sempre sabe quando é traída. O homem nem sempre ;)

    ResponderExcluir
  8. Sem querer ser chato, mas o Woody Allen traiu, e o QI dele é de causar inveja... E imagino que deve ter uma lista gigante por ai de homens inteligentíssimos que tb trairam... QI não tem nada a ver com fidelidade. Infidelidade é só um termo utilizado pela sociedade e nada tem a ver com inteligencia...

    ResponderExcluir
  9. Anônimo,
    E qual o problema em ser gay? :D

    --
    Anônimo,
    Também concordo com o estudo! Obrigado por ter gostado do blog! Abração!

    --
    Anônimo,
    Não vi ainda estudos sobre QI e casamento, mas quando sairem publico aqui, fique ligado! ;)

    --
    Anônimo,
    É mesmo algo animalesco tudo que você descreveu...

    --
    Anônimo,
    Não conheço o QI do Allen, mas não confunda trair com trair sempre, ter esse hábito de trair. O Allen traiu, sim, mas não desconheço ele ser um traidor com frequência. A pesquisa se refere à frequência, ao hábito, ao costume de trair, não a casos excepcionais.

    E infidelidade não é um termo, é um ato de trair, só isso.

    Um abraço! :P

    ResponderExcluir
  10. Conversa mole de quem tem pinto pequeno e é frustrado por não ganhar mulher.
    Isso não parece pesquisa, parece análise filosófica de banheiro.

    ResponderExcluir
  11. Povo burro mesmo dos comments.. não é para concordar ou discordar, é um estudo CIENTÍFICO, não empírico.. se tem uma idéia contrária faça um estudo CIENTÍFICO para se opor... suas suposições não tem a mesma força de um estudo... e outra, qualquer mula que estudou ciências na sétima série sabe que é normal na cadeia evolutiva deixar de lado os instintos animais, assim como a mulher toma contraceptivos quando o instintivo seria ela procriar até morrer... assim o homem faz ao selecionar uma só companheira. É dificil entender ou vão ficar tendo repentes de ego ferido porque a carapuça serviu???

    ResponderExcluir
  12. Selise,
    Concordo em gênero, número e grau com sua fala! :P

    ResponderExcluir
  13. Anônimo,
    Não é só você que concorda, felizmente! :D

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *