Pesquisar este blog

23 março 2010

Marcadores: , ,

Ex-perança

Compartilhar

Maldade, bondade e responsabilidade

Filme Hancock

Recorte do cartaz de Hancock (2007)

“- E o que estraga a vida?
- Gente!”
(Tarde demais para esquecer – 1957)

Eu vim com dois defeitos de fábrica: um cérebro pensante e sentimentos pulsantes. Não sei a quem culpar por esse erro, mas eu vejo, sinto, percebo, falo, escuto e, portanto, penso e tento não me enganar. O defeito não é defeituoso para mim, mas para quem se aproxima e eu até entendo as queixas, deve ser mesmo muito complicado me tolerar. Eu não sei ver uma injustiça e fingir que não vi. Eu não consigo sentir ou perceber a real intenção de alguém e seguir o jogo. Eu não consigo perceber e enlouquecer pensando que não era nada disso, não sou capaz de me iludir para tornar real a ilusão preguiçosa de alguém. E isso incomoda. Eu incomodo. Incomodo, como me incomoda o mundo em que vivemos. Mundo que, às vezes, me dá nojo. E o pior de sentir nojo desse mundo no qual vivo é não poder sequer me dar ao luxo de vomitar: alguém seria capaz de me pedir para limpar!

É isso mesmo, estou revoltado, Mas a culpa não é minha, é de um sistema que nos presenteia diariamente com doses de desesperança e realidade. Aliás, culpa. Vamos falar sobre ela… Há um bom tempo algumas psicologias de botequim, livros de auto-engano e papagaios da espécie humana que saem repetindo falácias sem refletir, tentam te convencer de que você é o único responsável por tudo que lhe ocorrer, a culpa, dizem, será sempre sua. Isso seria verdade se cada um de nós vivesse isolado, em uma bolha de auto-suficiência, mas não, vivemos em sociedade, convivemos com o outro, com os outros. A nossa responsabilidade é administrar com maturidade e coragem o que fizerem conosco, incluindo o que nós mesmos nos proporcionamos, mas isso não isenta o outro da responsabilidade dele sobre nós.

Hoje, são feitas as perguntas erradas. Vou exagerar, mas como recurso retórico para ser compreendido (ou faltou à aula de Literatura?). Se alguém leva um tiro as perguntas são: por que ele levou um tiro? mas por que ele não conferiu se essa pessoa não tinha uma arma antes de se aproximar dela? sabendo que estamos em um mundo tão violento, por que ele não andava 24 horas por dia com um colete à prova de balas? mas será que ele não mereceu levar um tiro? Poucos se lembram de buscar pela justiça, da punição do erro e da única pergunta que deveria ser feita: quem atirou já está preso?

A vítima hoje se tornou o vilão, ou pelo menos o culpado. Diante de toda injustiça e maldade alguns ainda querem te convencer de que você mereceu aquilo. Eu grito “NÃO!”. Alguém magoou seu coração? Querem te culpar por se permitir sofrer, querem te condenar por não ter o que eles julgam ser maturidade para lidar com a situação. Ninguém questiona o erro de quem te magoou, a imaturidade de quem causou dor em você, querem que você acredite que o erro, a culpa e a solução são responsabilidades suas e só suas. Se você reclama é dramático, histérico, exagerado, radical. O erro será apontado como sendo da reação, nunca como da ação que a provocou. É porque "é sua escolha sofrer", é porque "tinha que ser assim", são milhares de eufemismos e papéis de seda cobrindo um espelho, para evitar que eles vejam quem realmente são.

Estamos nos preocupando com as pessoas erradas, é essa a verdade. Não se preocupe com quem sempre parece a vitima, se preocupe com quem sempre parece o vilão. Não se preocupe com quem quer sempre ajudar os outros, se preocupe com quem sempre atrapalha. Não se preocupe com quem sempre chora de tristeza, se preocupe com quem sempre faz alguém chorar de tristeza. Não se preocupe com quem se emociona com tudo, se preocupe com quem não se emociona com nada, é para esses que você não vale nada, NADA.

O problema é que a humanidade pensou ter evoluído. Pseudo-intelectuais pensaram ter evoluído quando conseguiram nos convencer de que não existe pessoa perfeita. Eles estavam certos, não existem pessoas perfeitas, mas ainda existem pessoas boas e pessoas más. Não existe o perfeito, mas ainda existe o certo e o errado. O ideal é inalcançável, mas isso não significa que ele não deve ser buscado.

Melhor parar por aqui. Eu falo demais. Só acrescento que não perdi a esperança, mas perdi, por opção, a ilusão. Aprenda: esperança não é sinônimo de ilusão. Também não me tornei amargo, mas me permito a revolta, não a burra, a descolada da ação, mas a revolta necessária, a expressão do que me dói.

Mas, parei por hoje (repito, por hoje)! Pegue minha garantia e peça para trocarem alguma peça. Mas não se esqueça: se tirar minha fala, eu ainda escreverei, se tirar minha escrita, eu ainda pensarei, se me tirar minha visão, audição ou todos meus sentidos, ainda lutarei pelo fim desse mundo sem sentido. Só não tire meu cérebro ou meus sentimentos. É que eu até aguento o mundo, mas não aguentaria ser você (não, não foi um elogio).

“Eu tinha um ponto de vista? Oops, eu não sabia que não podia falar sobre você! E eu não vou me desculpar, não vou me desculpar! É a natureza humana. Não sou sua puta, não jogue sua merda em mim”
(Madonna/ Dave Hall)

22 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Ótima crónica, alias quando não é...

    Tanta coisa q nem sei o q comentar, rsrs

    Com o passar do tempo, quando a gente cresce, principalmente, vemos como o mundo realmente é,e como são as pessoas, acho q é aí q perdemos a ilusão, pelo menos eu perdi, mas ainda tenho esperança, pois como tu disse, hoje sei q não existe o "perfeito" mas o certo e errado, sempre existirá, pra tudo na vida.

    Mtas pessoas escondem os sentimentos, como chorar por exemplo, não é feio chorar, não sei pq fazemos isso, feio é o motivo ou a pessoa q provocou isso em nós...
    Feio é a pessoa q não sente nada, ou pior, q mata os sentimentos dos outros.

    ResponderExcluir
  2. Lili,
    Obrigado, que bom que gostou, refletiu e entendeu a mensagem! :P Beijos!

    ResponderExcluir
  3. UAU...sempre sempre certo...
    total real...verdades que devem ser ditas por quem sabe dize-las...
    Ru..demais...parabens novamente...
    As pessoas ainda tem chance...ainda existem pessoas boas no mundo e eu estava pensando sobre isso essa semana...pessoas que ainda se importam com as outras...sem nenhum interesse em questão (tão raro)...mas é bom encontra-las assim...surpreende e nos da um animo especial de viver...

    Bjokss Ru
    Ju Feres

    ResponderExcluir
  4. Juliana,
    Muito obrigado e vamos refletir, questionar, pensar! Somos seres humanos e não calangos que só concordam sem saber com o que. :P

    Beijos!

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  5. caraaaaaaaalho.
    como eu estava com saudade dessas crônicas.
    parabéns, parabéns, parabéns, parabéns, parabéns!!
    você é especial brother!!

    ResponderExcluir
  6. Sem palavras, mais uma vez. AHAZOU!

    ResponderExcluir
  7. Milgare comentei com meu login.
    KKKKKKKKKKKKK

    Kisses, lohannn.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo,
    Obrigado! :P Mas saudade por que elas estão sempre aqui, uai (risos). Não sou especial não, mas agradeço por me ver assim. Abraço!

    --
    Pedro,
    Muito obrigado! :D

    ResponderExcluir
  9. Sempre passo por aqui para ler seus textos, esse me chamou muito a atenção, cada vez mais sinto e vejo uma peculiaridade, sentimentos são desfeitos num simples estalar de dedos. E,quem sai cabisbaixo, triste e sempre o incompreendido são aqueles que demonstram nobreza de caráter e de emoçao em ser verdadeiros, fiéis aquilo que sentem.
    Que bom que vc se expressa dessa maneira e de um modo tão intenso que me toca suas palavras, me tocam a maneira que ela nos vem disposta e nos invade o coração.
    Se encontraremos razão para tudo aquilo que buscamos sinceramente não sei! Mas pelo menos somos intensamente verdadeiros naquilo que nos dispomos a viver !!!
    Pelo menos a nossa essência permanece intacta.

    ResponderExcluir
  10. Conspicuamenteconspícua,
    Certamente, tem sido muito assim. Quem é magoado é duplamente ferido, por quem o magoou e por quem o culpa por ter sido magoado. Precisamos ficar atentos! :Que bom que passa sempre por aqui e lê os textos! Obrigado!

    ResponderExcluir
  11. heheheh! Ameiiiiiiiiiiiiii!
    também nasci com este defeitinho de fábrica..."cérebro pensante e sentimentos pulsantes".
    E o que deveria ser qualidade, á vezes é classificado como defeito até por nós, donos destes predicados!!!!!
    Adorei!
    bjos

    ResponderExcluir
  12. Rosana Ventura,
    Bom encontrar mais pessoas com o mesmo "defeito"", e temos que nos esforçar para não culparmos por sermos assim! ;) Beijos! Obrigado!

    ResponderExcluir
  13. Meu Deeeus, Ru! Sou eu escrita aí! Já fui me identificando com a primeira frase, e com tudo e tudo. Concordo plenamente e amei meeesmo!

    ResponderExcluir
  14. Bárbara Gusmão,
    Obrigado, que bom que se identificou! :D

    ResponderExcluir
  15. E no fim de tudo ainda conseguimos ser tão... HUMANOS.

    Te admiro cada dia mais, Ru.

    ResponderExcluir
  16. - Hemilly Mares,,
    Felizmente, lutamos e conseguimos sim, nós que pelo menos buscamos isso! :P
    Muita generosidade sua admiração! Obrigado! Beijão! :D

    ResponderExcluir
  17. Só tenho uma palavra para definir seu texto : Perfeito !

    O mundo vive uma inversão de valores assustadora... e eu tenho medo.

    Um beijão !

    ResponderExcluir
  18. Linda Carioca,
    Vamos re-inverter tudo então! ;)
    Obrigado e beijos!

    ResponderExcluir
  19. Mariana: Barbie is a bitch darling,
    Bem-vinda e obrigado! :P Espero que volte!

    ResponderExcluir
  20. Amei RU... exatemente como estava me sentindo tb... vc sempre encontra as palavras certas...

    obs: nunk mais te vi no msn, me add de novo dayellen@hotmail.com

    ResponderExcluir
  21. Minha vida,
    Dayellen, minha leitora da primavera! Saudade! Estou entrando pouco no msn, mas vamos nos topar por lá em breve! :P Que bom que gostou da crônica! Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *