Pesquisar este blog

02 junho 2009

Marcadores: ,

Fala sério

Compartilhar
Não dá para acreditar
Filme O show de Truman

Recorte do cartaz de O show de Truman (1998)

Antes de eu nascer o médico avisou à minha mãe "não há chances de a senhora levar mais uma gravidez adiante". Eu teimei e não só nasci, como nasci de oito meses e dando muito trabalho. Acabei de chegar nesse mundo novo e o médico já me enfia um tapa na bunda sem dó! Olhei para o médico e não senti raiva: desconfio que começou ali mesmo o meu historio de paixões mal resolvidas por homens que me tratam com indiferença. Mamãe aproveita e me dá um nome junção de Julio Iglesias, roubando a sonoridade inicial do "ruli", com "and" de Anderson, e "son" de Hudson, resultando em Ruleandson, que fui obrigado a aprender a falar antes dos três anos.

Aos quatro anos fiz greve de fome para dançar, e com muito custo fui aceito em uma escola de ballet. Aos cinco a professora do jardim mandou brincarmos de animais, fingi ser um cachorro, ela mandou eu parar de latir e eu a mordi. Fui parar na diretoria, sem entender o motivo, afinal, elas nos mandou "fingir com vontade". Aos 12 anos, após dançar por oito longos anos, ganhar prêmios, convites para ir ao exterior, e faltar pouco para me profissionalizar, acordei um belo dia sem a menor vontade de dançar e nunca mais apareci na escola. Fui fazer teatro. Fiz peças por quase dois anos e quando ia começar a ganhar dinheiro, cansei daquela vida. Fui fazer cinema. No primeiro curta o diretor disse "faça uma expressão estupefata" eu disse - com cara de "de que porra é essa?" - "O QUÊ?", e ele gritou " é isso! Roda, roda, roda"! Filmamos num morro de BH, em meio a tiros, carcaças de animais, e a uma comida que me deu um piriri gangorra. Assim, eu, que não faço minhas necessidades sólidas fora de casa, fui obrigado a defecar em plena mata (sem o papel higiênico tradicional, apenas folhas de plantas). Não preciso dizer que também larguei o cinema, né? Fiquei pensando no que fazer da vida e, enquanto isso, fui cumim, garçom, bordadeiro, entregador de panfletos, pintor de anúncios em muro, vendedor ambulante, secretário, operador de telemarketing, e agora sou jornalista e estudante (novamente).

Se na infância eu era gordinho - chegava em casa com as bochechonas roxas de tanto apertarem - hoje, luto para acrescentar 7000 calorias à dieta e engordar um quilo de cada vez. Toda vez que vou ao médico ele diz "sua saúde é de ferro", no entanto, já quase enferrujei com alergias mil, asma, bronquite, pneumonia dupla e dengue hemorrágica.

No amor, me apaixonei algumas vezes na vida por algumas pessoas e essas pessoas nunca se apaixonaram por mim. Quando finalmente me descobri, me apaixonei por um amigo e li Aristóteles dizer "o ideal do amor é a amizade em excesso". Pensei, "pronto, vai dar certo", para agora descobrir que no fim da vida Ari (já somos íntimos) disse "amigos, não há amigos"! Por que não me avisou antes, Ari filho da *%$#?

As pessoas vivem me pedindo conselhos de amor, 90% dos e-mails e telefonemas que recebo todos os dias são com esse fim. Os aconselhados dizem que minhas dicas resolveram a vida deles, enquanto eu estou encalhado há 23 anos! Isso é justo? Na época em que eu achava que era hétero nenhuma mulher me queria, agora que tenho certeza de que sou gay algumas me pedem em casamento, enquanto alguns deles, que antes davam em cima de mim, agora só querem amizade em preto e branco, jamais colorida.

Aos 21 anos estava em uma festa, babando por um besta do qual eu gostava, ele se aproxima, eu acredito que vai me agarrar, mas não! Ele me pede para segurar a Coca-Cola e a vodka dele para ele beijar dois ao mesmo tempo, na minha frente! Dois! E eu com as bebidas dele, nas duas mãos, mais atraente do que nunca, assistindo à cena. Semanas depois, ele, gay por natureza, em uma festa só com héteros, prefere beijar dezenas de mulheres a me beijar! Será que eu sou tão feio assim, meu Deus? Por ironia do destino, vou à festa de aniversário desse mesmo idiota que eu amava, lá vejo ele pegando outro na minha frente e sofro como um condenado, agora esse ser que ele pegou na minha frente me convida para sair? Eu mereço?!

No trabalho, a sucessão de êxitos não poderia ser diferente! Quando estava no meu último emprego recebi uma outra proposta para ganhar, inicialmente, três vezes mais do que no outro, me arrependi e disse para o recrutador "não posso fazer isso, ganho pouco mas sou feliz. Vou lutar pelos meus sonhos, lutem pelos seu sonhos" e saí da entrevista, aos prantos e deixando todos com cara de espanto. Um mês depois meu emprego me demitiu e estou desempregado desde então.

No momento, sinto uma vontade louca de voltar a dançar, mesmo depois de ter largado tudo na dança. Para completar, sinto falta de indivíduos pelos quais fiz tudo e além de nem sequer lembrarem que eu existo, ainda questionam minha sinceridade. Para piorar, dias atrás eu estava estudando dentro de casa, os cachorros latem e me aparece um marginal armado na janela da minha casa e me diz "vou esconder aqui ou eu te mato". Convidei o bandido para entrar, dei água, ele trocou de roupa para fugir, e, enquanto disse que ia buscar mais água para ele, eu consegui fugir. Detalhe, ele também fugiu daqui de casa antes de ser preso, mas o infeliz amassou e jogou no lixo a MINHA garrafinha de água que eu dei a ele para não sentir sede na fuga, aquele ingrato!

FALA SÉRIO! Que vida é essa? Eu tenho certeza de que quando eu for morrer um anjo (ou não) vai aparecer olhar no fundo dos meus olhos e dizer "Olha ali para aquela câmera. Sua vida toda foi uma pegadinha do Divino"! Corta!

29 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. aaa Ru, é tão ruim ler coisas assim de voce.
    voce sempre tão esperançoso, dando força pra todo mundo.
    acho que todos que leem seus textos se sentem bem. Eles nos fazem ter esperança na vida, principalmente no amor.

    de verdade queria ler o oposto aqui hj.
    acho que voce merece muito.
    sua vida não é uma pegadinha, é só um inicio não tão bom pra uma continuação incrivel que está por vir.
    Deus ta cuidando do seu futuro, pode ter certeza.

    beijo grande!
    Caroll

    ResponderExcluir
  2. Caroll,
    Obrigado, linda, por se preocupar, mas eu sou feliz, viu? As histórias são mais pra se rir mesmo! Como diz Roberto Carlos "se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi!" (risos)! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ru...

    23 aninhos que dariam um belo e longo filme ou livro...Desencontros tanto! Desilusões...confusões...
    + mesmo sem te conhecer, basta olhar para o seu rostinho na foto que já da para imaginar o tamanho do seu coração...
    E que dicionario enorme que voce guarda nessa cabecinha...geralmente com palavras relacionada ao amor....seja ele bem sucedido ou não...
    Junta o seu coração e seu cerábro e surgem textos simplesmente perfeitos!!!Alguns nos fazem derrubar lágrimas durante a leitura...outros abrir aquele imenso sorriso...
    Enfim, sei que um dia a sua "hora de rir"(termo que uso para descrever aquele momento que você ama e é amado) vai chegar em breve...e que seja um cara que te mereça, e te respeite...e que te faça "rir" muito...
    Mesmo sem te conhecer...você é meu amigo sempre presente...sempre disposto a ouvir meus desabafos e dividir dores, alegrias,saudades...

    Que Deus o abençoe muito!!!

    Bjos Jaque

    ResponderExcluir
  4. Jaque,
    Que lindas palavras, mocinha! Viu só quanta coisa? Eu fico pensando de vez em quando "qual será a próxima coisa, Jesus?" (risos). Mas ainda bem que no fim consigo rir de tudo e aprender alguma lição! Fico muito feliz que goste assim dos meus textos, viu? E amém! Beijão!!!

    ResponderExcluir
  5. Haha, adorei. Teve tom de ironia o texto todo, está magnifico.

    *-*

    ResponderExcluir
  6. Ru,
    não sei em qual humor você estava quando escreveu esse texto, mas de fato você me deixou com muito bom humor rsrs, apesar dos pesares ri muito do seu percurso profissional...Uma coisa é certa: ESCREVER nisso você se achou ou nós (leitores) te achamos!
    Acho que você compreendeu a máxima de achar 'felicidade na jornada e não apenas no destino'.
    E tenho certeza que muitas coisas boas acontecerão em sua vida. Pode acreditar não é uma'pegadinha do Divino' é consequencia daqueles que são especiais e que estão abertos para a vida e toda a simplicidade que requer o viver. Então querido, tudo isso só tem somado à sua existência. Aos 23 anos (com tanta história p contar rsrs...) tens muito que comemorar pelo que ainda viverá e experimentará.
    Parabéns pela linda forma de expressar sua vida!
    Bjins
    Amábia

    ResponderExcluir
  7. Pierce,
    Que bom que gostou e entendeu a ironia! (risos) Beijos!

    --
    Amábia,
    Estava de bom humor, dando gargalhadas da minha própria vida! Só Jesus, né? Muito obrigado, linda e amém! Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Não é uma piada, Ru. Às vezes uso, ironicamente, aquele clichê idiota "Pára o mundo, quero descer" - porque as vezes dá vontade MESMO. E ainda que tenhamos vontade de que seja um filme, ou sei lá, não é. Pena, mas não é mesmo... E esse anjo, ah, esse anjo é você mesmo, sabia? Bom, só tenho 15 anos, mas aprendi que as pessoas vão amadurecendo quando começam a perder coisas que gostam, ou pessoas (Eu quis perguntar para a psiquiatra o quanto a gente amadurece quando perdemos nós mesmos, mas preferi ficar quieta) e você amadureceu, cresceu e é um anjo, porque aprendendo aí na sua vida, ensina a gente aqui no blog. Como você já escreveu aqui, o amor deve ser virose, ninguém sabe como curar... E você nos ajuda a entrar no mistério, a saber como entrar, a saber como amar - a ter cautela - e nos ensina a saber usar a expressão. E inspira (é claro que eu não poderia esquecer desta parte), às vezes eu olho pro meu monitor, o teclado aqui tão pertinho, enxergando super bem a tela, mas não sai um parágrafo. Uma linha que seja! E, várias dessas vezes, é só vir aqui, ler um pouco, desabafar até comigo mesma, e eu me solto de novo pra escrever... Espero que eu consiga encontrar algo que eu não desista antes de começar direito, enfim, eu falo muito! :O Obrigada por tudo isso aqui, Ru.

    ResponderExcluir
  9. Rú...
    Você é mesmo único,rs. Pelo que li tenho certeza que você ñ está só passando pela vida, está vivendo intensamente e isso inclui sofrimentos, derrotas e vitórias. A vida só vale a pena assim e eu tb prefiro rir dos meus problemas do que ficar só chorando.
    Um tipo de verdadeira infelicidade é dispor de tempo para acreditar-se infeliz.
    Sua alma é iluminada, tanto que nem mesmo esses tropeços apagam seu brilho: Deus te disse desça e arrase...continue assim!
    Sú...D;

    ResponderExcluir
  10. Ruuu,
    Com seus 23 aninhos você tem uma bagagem imeeeeensa, uma experiência de vida que daria um belo filme e eu estaria presente na estreia.
    Eu nem o conheço pessoalmente, mas saiba que gosto muito de ti e que leio sempre os seus textos.. Seus textos são estilo aqueles livros de cabeceira pra mim!
    Torço tanto pra que você seja extremamente feliz tanto na sua vida pessoal quanto na profissional. Eu tenho CERTEZA de que o nosso Criador tem um plano muito maior pra você e todas essas experiências que você teve só serviram pra te preparar para as bênçãos e vitórias que você irá receber em preve.
    Eu não sei como agradecer por todos os textos, risadas e até mesmo lágrimas que derramei lendo seus textos, você é uma espécie de psicológovirtual, o que mais encanta é que você escreve com a alma e pessoas como você só tem uma palavra pra descrever o futuro, SUCESSO! *-*

    Você é incrível, até mesmo nos momentos difíceis você ri dos problemas, é um belo modo de viver a vida!
    Que Deus o ilumine SEMPRE e que o sucesso e a felicidade estejam sempre presentes em sua vida.
    Você é um presente de Deus na vida de todos os seus leitores.
    Beeeeijos queridoooo ;***

    ResponderExcluir
  11. Só queria te avisar que não vai ser o único, me espera lá pra gente rir das pegadinhas, rsrs.

    Quanto ao fugitivo, por isso sou a favor da pena de morte, vc ajuda e o cara ainda é mal agradecido???? ahhh bota agua na esponja da cadeira eletrica!

    Meu desabafo hoje esta sarcastico demais hoje ne Ru, mais é so pra dizer que eu to contigo para comprtilhar as emoções.

    PS: Se quer dançar, tá esperando o que? Volta lá e continua o que tem feito... prá isso (ao contrario do amor) só depende de si mesmo!

    Beijos e parabens!

    ResponderExcluir
  12. Bárbara Gusmão,
    Mocinha, não fala assim que eu acabo acreditando, viu? Nossa, muito obrigado por esse carinho comigo e com meu blog! Espero sim encontrar alguém logo e que nesse dia eu seja muito feliz! Um beijo imenso e muito obrigado! MESMO!

    --
    ,
    É verdade, linda, nada tira meu sorriso do rosto, não vejo hora em que se faz mais necessário o nosso sorriso do que nada dor! Sou grato por sua palavra e por sua torcida! Felicidades para você também! Obrigado e beijos!

    --
    Mayarah,
    Amém, amém, amém! Olha só, vocês parem de ficar me falando essas coisas que eu vou acreditar, Jesus! (risos) Obrigado, confio sim nos planos de Deus e suas palavras é que são um presente e um conforto a mim! Beijos, obrigado!

    --
    Pam,
    Ah, então o Divino anda pregando a pegadinha na galera? (risos) Vou voltar a dançar um dia, em breve... Obrigado e beijos!

    ResponderExcluir
  13. Em conclusão: quem não bebe água é preso...
    Bem feito!
    :)
    António

    ResponderExcluir
  14. Nossa Ru, quando acabei de ler pensei: " Seria cômico se não fosse trágico", mas também se eu fizer uma retrospectiva da minha vida, terei uma sucessão de decepções pra elencar, mas como diz o poeta Gozaguinha, "isso não impede que eu repita, é bonita, é bonita e é bonita!" É a vida!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  15. Parabéns, o seu blog é simplesmente perfeito.
    Seus textos são óóótimoos! Simplesmente adoro!
    Continue assim!!! :)

    Beijos;

    Thaís.

    ResponderExcluir
  16. Roberta,
    É a vida, então, vamos viver! Beijos!

    --
    Thaís,
    Muito obrigado! Desabafe sempre! Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Ru, acho que você tava naqueles dias: Garçon, cicuta! Dose dupla e não pare de servir!!!! rsrs.
    Querido, você é deliciosamente maravilhoso, mesmo quando descreve suas mazelas... E quer saber? Você VIVE!!! INTENSAMENTE!!! E é isso que importa!!
    Um beijo menino lindo!!!!

    ResponderExcluir
  18. Maria Regina Domingos,
    Quase assim se eu bebesse (risos)! Obrigado, deliciosamente maravilhoso é ler seu elogio! Obrigado e beijão!

    ResponderExcluir
  19. (tive que excluir o comentário anterior, pelo equívoco gigante. Culpa da Xuxa e do "IlariÊ"...)

    KKKKKKKKKKKKKKK

    Hilário!
    Sabe, dancei, também, por dezesseis anos. Até que uma Kombi (não podia ser um carro mais bacana?) passou em minha vida e eu "dancei" (não literalmente, dessa vez...)
    Identifiquei-me com vc. Coisas que não acontecem com ninguém, só com a gente, mesmo. Essa do ladrão, putz! Muita ralação e uma dose de "falta de sorte", às vezes, para equilibrar a felicidade enorme que sentimos pela vida, não é isso?
    Quando acontece uma dessas coisas bizarras comigo e alguém se apieda, digo: "Gente, isso é pra me motivar. Se minha vida continuar tão boa todos os dias, fico deprimida". Rsrsrs... Prefiro pensar assim!
    A diferença é que tenho muitos anos a mais que vc...
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Elga Arantes,
    Pois é, são os desafios para nossa vida não ficar tão chata e perfeitinha, né? (risos) Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Mai perfeito não poderia ser...muito bom o texto Ru..me identifico muito com as coisas que vc escreve.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  22. RU, você é o cara!
    Jesus Christ! Se sua vida é uma pegadinha do Divino a minha então é uma comédia romantica, mas não daquelas em que a garota quase se mata pra salvar o cara e ele casa com a inimiga dela!rsrs
    Mais uma vez obrigada!

    ResponderExcluir
  23. Carol,
    Obrigado! É uma pegadinha, mas nada impede de eu também dar umas risadas, né? Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Ru...
    Adoro sua ironia...
    ainda bem q não é sempre q você está pensando dessa maneira neh rs...
    bjs
    td de bom p/ vc
    Rafaela

    ResponderExcluir
  25. Rafaela,
    Ainda bem que não é todo dia, né? (risos) Beijos! Obrigado!

    ResponderExcluir
  26. Menino,


    Adorei os seus textos! Você é demais.


    Monica

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *