Pesquisar este blog

03 maio 2009

Marcadores: ,

Vinho

Compartilhar
Me embebedei por ti

Recorte do cartaz de 28 dias (2000): vida de ilusões

"Eu sento e olho o que passou... eu sou uma pessoa inteligente, o que diabos eu estava pensando?"
(Britney Spears)

É, você me inspira. Você me faz escrever, me faz digitar, me faz falar, me faz querer. Só que hoje eu não busquei inspiração em você. Não, não te traí, eu bebi. Me embebedei. É, não me orgulho, não me dê uma estrelinha, carimba "idiota" na minha testa que já tá de bom grado. Mas, eu pensei em você. É, eu tomei aquele vinho que eu havia guardado com carinho para tomar com você. Esperei segundos, minutos, horas, e dias e acho que fui desconvidado para o convite que eu mesmo te fiz. Não recebi resposta, não recebi aviso. Então, saí e fui percorrer os caminhos todos por onde eu queria ter passado com você. Olhar para a lua que eu queria que iluminasse você e eu. Vinho guardado com o tempo melhora, mas amor guardado não. É, mas não teve jeito, eu cansei das minhas frases-feitas, desse texto feito, eu bebi para ver se passava o efeito que só você provoca em mim. Efeito bom, efeito ruim, é feito como quando você me fazia feliz. E eu busquei naquela garrafa, naquele vinho, uma felicidade que eu sabia que não viria, mas era preciso embebedar para voltar a ser lúcido de vez. Ainda tonto eu segurei aquele vidro, aquela garrafa, que gira, corta, quebra, sangra, se não bem segurada. Olhei para aquele rótulo, e forcei os olhos para ler as letras. Chamava-se Saudade aquele vinho. Chamava-se porque não mais há. Eu bebi todo o vinho e sequer dei ouvidos ao aviso miúdo naquela garrafa: aprecie com moderação. Tarde demais, já me embebedei. Agora é me livrar desse vício que eu não tenho, bebi só por um dia para me livrar dessa rotina de querer amar você. Vou me matricular em algum programa, Amantes Declarados, Pessoas que Amam Demais, vou me matricular em mim mesmo, segurar minhas próprias mãos, erguer a cabeça e repetir ao fim da noite: "Mais um dia". Mais um dia sem você.

"e essa abstinência uma hora vai passar"
(Pitty)

18 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Rú...
    Que engraçado, hj liguei pc aqui depois de beber muiiiiito, rsrs. ñ se chamava saudade, mas é o que sinto, saudade de mim mesma. Tem pessoas que deveriam vir com rótulo aprecie com moderação, ame com moderação.
    " VOCÊ ESTÁ SEMPRE INDO E VINDO,...Cansei de chorar feridas que não se secam, ñ se curam, e essa abstinência uma hora vai passar!!
    Sú...;D

    ResponderExcluir
  2. RU

    Sem palavras...
    Perfeita descrição dessa luta/ fuga desse sentimento chamado saudade...e dessa dor de viver; "Mais um dia". Mais um dia sem você."
    Acho que seriam necessarias muitas garrafas de vinho...pra esquecer...essa enorme saudade...

    Bjos Ru...

    ResponderExcluir
  3. ,
    Lendo crônica e bêbada? Aí que eu choro! (risos) Que bom que gostou do texto, e com certeza uma hora a abstinência passa! Beijos!

    --
    Jaque,
    Quem inventou essa saudade, né? Ai, ai... Obrigado e beijos!

    ResponderExcluir
  4. Lembrei de uma musica lendo. Adorei ru, beiiijo

    ResponderExcluir
  5. Nossa que profundo...gostei do texto, também sofro desse misto amor x saudades.. e muitas vezes o vinho é meu companheiro...

    Adorei!

    ResponderExcluir
  6. Culpada! Como qualquer mortal...,
    Obrigado, pelo bem escrito, mas recuso o depressivo, mocinha. Lembre-se nada é depressivo ou motivador, tudo depende do sentido que damos ao que vemos ou lemos. Não se deprima, portanto.

    --
    Pierce,
    Que bom que gostou! Beijos!

    --
    Roberta,
    Não abusa do vinho, hein? (risos) Nem da saudade... beijos e obrigado!

    ResponderExcluir
  7. Olá passei para dar uma olhada e lhe desejar uma ótima semana.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. Wanderley Elian Lima,
    Obrigado, boa semana para você também! Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Sem comentários...perfeito, lindo demais! :)

    ResponderExcluir
  10. Isso me lembra minha primeira bebedeira na UFMG uma roda de amigas voltando de um trab. de campo uma delas, estudante de pedagogia, cunhou a espressão: "morra desgraçado afogado neste copo de cerveja!" eu ria... posteriomente fui entender na pele q não era necessariamente caso pra rir! Mas assim é o amor faz rir e faz chorar, esse louco e suas contradições nos encontra pela vida!

    ResponderExcluir
  11. Ju,
    A gente tenta matar os medos e males e saudades em copos e copos, mas nunca adianta! Mas a gente sobrevive!

    ResponderExcluir
  12. Caramba quase cai da cama lendo isso.... perfeito Ru! Acabei com os vinhos de casa!!!! rs

    ResponderExcluir
  13. Pam,
    Guarda algum vinha aí, por favor! (risos) Obrigado!

    ResponderExcluir
  14. Ru.. conheci agora o que tu escreves... e como escreves maravilhosamente bem.. unindo sentimentos, filmes, músicas... vc é um poeta. Que Deus te conserve assim.. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Ruu... Adoreiii..
    pessoa bebada não pode ter celular.. tem esse detalhe..
    Estou adorando ler suas cronias e seus desabafos..
    bjim

    Karine Assis

    ResponderExcluir
  16. Karine,
    Nossa, nem me fale em celular com bêbado. Já fiz merdas! (risos) Beijos! Obrigado! :P

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *