Tecle CTRL + D para adicionar aos Favoritos | Desabafos - Crônicas |. Revista  |. Frases - Tumblr  |. Você no blog |. Receba as crônicas por e-mail |. Sobre o blog e o autor | Fale conosco
Carregando...

Quarto azul


Compartilhe no Orkut Share on Tumblr Compartilhe no Pinterest

Meu coração numa gaiola

Cena de Shelter (2008)

"Mas quem sofre sempre tem que procurar, pelo menos vir achar, razão para viver. Ver na vida algum motivo prá sonhar, ter um sonho todo azul, azul da cor do mar"
(Tim Maia)

Tenho me sentido só, trancado em uma jaula sem grades, cuja chave eu não lembro onde esqueci. Eu praticamente vivo dentro desse quarto azul e olho para as paredes imaginando que elas são o céu, quando eu preciso sonhar, ou que elas são o mar, quando eu preciso mergulhar fundo e sumir desse mundo. Mundo que às vezes parece ter esquecido de abrigar alguém para mim. Eu, que já achei tantas vezes ter encontrado o meu final feliz, hoje já não tenho mais certezas e sinto medo até de achar o que eu certamente sei. Nesse quarto azul escuto aquelas canções, enquanto mudo os móveis de lugar, tentando fazer com que também mudem as coisas na minha vida. Quando tudo parece amargo eu tento fugir de mim mesmo, tento me afastar do que eu sinto, tentando não pensar que eu realmente não posso fazer nada. É muito real não poder mudar a realidade. Eu queria que as coisas fossem mais fáceis, dentro desse quarto e lá fora no mundo. Quando estou confuso e triste eu sinto vontade de mudar o mundo, de mover a Terra, de girar o globo, mas eu não posso... por isso eu limpo algo, eu lavo o meu mundo de concreto, eu mudo o mundo de minhas paredes azuis. Passo um pano molhado na tela desse computador que eu imagino que deva sentir vergonha de mim, por todas as vezes que me viu chorar. Varro esse chão e tento apagar pegadas, deixar marcas de novos passos, pedindo pelo dia em que eu aprenda por onde andar. Limpo tudo enquanto lavo a alma, deixo tudo novo, nesse meu jeito de recomeçar. Hoje, eu não sei dizer como eu estava, não sei se eu estava triste, mas eu lavei a casa toda, eu limpei tudo, e ainda senti necessidade de limpar o quintal. Varri a terra onde eu piso há tantos anos e o bom de se imaginar limpando o mundo é que você se esforça para não empurrar nada para debaixo do tapete, não há um tapete quando se limpa o mundo, nada pode ficar escondido e se ficar pode ventar e voltar para sujar o seu quintal. Foi sentindo o cheiro da terra subindo que eu percebi ter saído daquele quarto azul, voltei a notar como o mundo é grande. Foi olhando o céu, que eu vi como era tão pequena a minha dor diante disso tudo, eu vi que eu não sei voar, mas eu ainda posso admirar os pássaros, pois eles me provam que tudo passa, às vezes alto, às vezes rápido, às vezes caindo do ninho, mas justamente por isso aprendendo a voar. A gente só voa quando o chão está ficando perto, mas aprendemos a querer mais, aprendemos a desejar o céu. A vida nos mostra que tudo passa, tudo voa, tudo um dia vai. Agora, o céu está azul, meu quarto está azul, eu me sinto livre novamente e sem pedir que você volte. Posso ser feliz, já não há mais grades, pois hoje eu me libertei. Agora eu só tenho um coração numa gaiola, para me proteger, não me esconder, e a chave, dessa vez, eu sei bem onde eu guardei.

"Eles passarão, eu passarinho"
(Mário Quintana)


Sobre o autor
Ruleandson%20do%20Carmo Ruleandson do Carmo , autor de todas as crônicas deste blog , é jornalista, doutorando em Ciência da Informação (UFMG) e ama falar de amor. Saiba mais
Facebook Twitter Orkut Google Plus Gmail
Desabafos - Comente
16 Desabafos - Comente

16 comentários :

  1. Oi Ruh...
    Poxa, mais uma vez vc escreveu por mim.. Eu, que até 2 dias atrás tinha minha vida certinha, me encontro aqui nesse quarto "rosa", mas dessa vez esperando por alguém que não vai chegar...
    Mas como vc mesmo disse aquele dia, "temos mais um ano todo pela frente, um ano todo pra ser feliz!"...

    Um super beijo, meu querido...

    E obrigada por cada uma de suas palavras...! =)

    Nádia Camilla

    ResponderExcluir
  2. Nádia Camila,
    Que bom que consegui confortá-la com minhas palavras, vai dar tudo certo para todos nós, um dia! Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. "Posso ser feliz, já não há mais grades, pois hoje eu me libertei. Agora eu só tenho um coração numa gaiola, para me proteger, não me esconder, e a chave, dessa vez, eu sei bem onde eu guardei"

    Que lindo esse trecho Ru..
    Se parece muito cmg!
    Cada dia que passa voce me surpreende com suas palavras!!!=D
    Um grande cheiroooo!!

    ResponderExcluir
  4. Hum, e stou tentando dar a chave da minha gaiola a outra pessoa. :)

    ResponderExcluir
  5. É, a unica diferença é que o meu tbm é rosa... mas os sentimentos são os mesmo... é Ru, voltaram a ser os mesmos... nao deu certo, mais uma vez... e começo a pensar que o ser humano é egoista demais pra se entregar a alguem... pq, nao pode entregar um pedaço de si pro outro?
    Aff... desilusão... ô desilusão! hehehehehe
    Mias uma vez: reconhece a queda e nao desanima, levanta, sacode a poeira e da a volta por cima! Ai Ru, to começando a achar, que assim como vc, eu vivo de amor... naaaaaooooooooo, nao vale a penaaaaa! Ou ainda nao valeu!
    Bjs! Amo vc!

    ResponderExcluir
  6. "a vida ensina que tudo passa, tudo voa, tudo um dia VAI"
    Eu ainda não aprendi essa lição, por mais que a vida insista em me ensinar

    ResponderExcluir
  7. Pierce,
    Dê a chave e voe, caso não dê certo, pelo menos você vai conhecer o azul do vôo!

    --
    Quel Safar,
    Que triste saber que não deu certo outra vez, Quel... acho que é difícil mesmo o amor, mas as pessoas aprendem que devem olhar para os dois lados da rua ao atravessar, mas ainda há quem morra no sinal; a gente sabe que tem mastigar a comida várias vezes, mas ainda há quem tenha indisgestão... a gente sabe o jeito do amor dar certo, mas não depende só da gente.. isso é o mais cruel, talvez...
    Beijos e tenha fé, sacode a poeira!

    --
    Quase trinta,
    Vai aprender, quando seu coração estiver pronto pra assimilar, no mais, tenha fé! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. O seu texto me fez lembrar de como é duro crescer, de como é díficil quebrar o mundo cor de rosa elaborando ainda quando criança, onde haviam hérois e principes encantados, onde se sonha acordado. Ainda me lembro da minha mãe dizer:
    - Você pode aprender de dois jeitos:
    Com os erros dos outros ou com a vida.
    Eu, escolhi a segunda opção, talvez, não seria assim, mas não me arrependo foi bom arrumar a casa por dirversas vezes, sentir o cheiro de terra nova, de recomeçar, de sentir o vento bater com o rolar da última lágrima, que percorre o meu rosto, fazendo o contorno de uma história que um dia será contada, mas que agora precisa ser lavada. Lágrima está que não volta, pois trilhou caminhos duros demais, que a impedem de olhar para trás.

    Amigo te amo muito e você sabe disso. estava te devendo essa. beijossssssss

    ResponderExcluir
  9. Camila,
    Eu misturei as duas formas de aprender e aprendi muito com ambas e quero aprender mais ainda! Um beijo do seu padrinho de casamento que também te ama muito, viu? (risos) Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Ruu, eu tinha ido viajar, dai hoje entri no site, fiquei muito feliz em ler isso, parece que você escreve o que eu preciso ouvir.
    e, acho que as vezes, agente perde muito tempo quando começamos a nos lamentar, né ?!
    beijoos querido
    :*

    ResponderExcluir
  11. Lethicia Lavezo,
    Temos que encontrar o equilíbrio, né? Viver a dor, caso contrário ela volta em outro momento com outro nome ou mais intensa, mas também saber seguir em frente! Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Você me impressionou.
    Imagino que ser "diferente", as vezes lhe traga alguns problemas, a raça humana é muita hipocrita e ainda nao aprendeu a conviver com as próprias diferenças va-lá com as dos outros.
    Li algumas postagens suas e notei que você é uma pessoa sensivel, e que tem um dom de poucos de usar as palavras. Com a ajuda delas você nunca estará só, sempre terá alguém aqui ou em outro qualquer lugar que você escreva lendo seus desabafos, mensagens como pode ser inspiradas em qualquer situação vivida pela pessoa que lÊ independente da sua opção sexual.
    Parabéns você ganho mais uma fã acidua do seu blog.
    E bola pra frent, 2009 tá no inicio o futuro só a Deus pertence.
    abraços

    ResponderExcluir
  13. Nina,
    Com certeza vem alguns problemas no pacote da sensibilidade, mas eu aguento (risos). Muito obrigado, espero ter um dia esse dom que viu em minhas palavras e vamos em frente que 2009 já começou, confesso que com alguns apertos no coração, mas ainda é só o começo e tudo pode e vai mudar! Ah, só para esclarecer é orientação sexual, nenhum escolhe a sexualidade, ok? A gente escolhe como vive a própria sexualidade, mas ser gay ou hétero (ou outros) não é uma opção. Beijão!

    ResponderExcluir
  14. adorei todos os textos... desabafo faz bem ao coracao!!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  15. Natália Corrêa,
    Desabafar é mesmo muito bom. Beijos e obrigado!

    ResponderExcluir

Emoticons desabafos Digite os caracteres ao lado das imagens e adicione emoticons ao seu desabafo!
Formatação desabafos Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Blog Widget by LinkWithin