Tecle CTRL + D para adicionar aos Favoritos | Desabafos - Crônicas |. Revista  |. Frases - Tumblr  |. Você no blog |. Receba as crônicas por e-mail |. Sobre o blog e o autor | Fale conosco
Carregando...

Controle remoto


Compartilhe no Orkut Share on Tumblr Compartilhe no Pinterest

Amor mal resolvido não faz bem

Recorte do cartaz de Click (2006)

"Eu vou voltar pra te buscar"
(Efeito Borboleta - 2004)

Por um tempo eu esperei. Pensei que voltaria a ter o controle sobre tudo. Eu gosto de ter o controle, gosto de tudo programado. Abro o portão de casa com um clique, ligo a Televisão, aumento o som, mudo de estação, tudo pelo controle remoto. Sou moderno, mas eu queria ser antiquado, queria ter tido uma vida clichê, ter casado com um galã de novela, ter quem todos os dias me dissesse "eu te amo" e o direito constitucional de ter o meu final feliz, mesmo antes de ser mesmo o final. Mas a minha vida nunca foi assim. As coisas nunca começaram no momento em que eu dei o play, o mundo não me deixou respirar quando dei pause, nem pude te ver de novo em todas as centenas de vezes em que tentei retroceder. Eu não me comando, eu não te controlo, mas eu te amo.

Minha vida é como um filme rodando num aparelho DVD, sem manual, em que não funciona nenhum controle remoto. Por mais que eu avance eu sempre sinto que te deixei para trás, eu sempre sinto - ou peço para - você aparecer na próxima cena, em algum lugar, nessa nossa história. Parece que ficaram tantas funções não testadas naquele controle remoto que a gente disputava nas tardes de domingo. Foi tanta coisa dita sem o volume certo para se ouvir, deixamos tantos momentos em branco e preto, e nunca programamos o relógio para despertar nossas emoções positivas, nunca nos resolvemos, nos tornamos tarefas pendentes, anotamos nosso nome em um dos post-it pregados na tela do computador.

Eu queria usar o zoom e contemplar cada detalhe dos momentos em que eu dizia "você é o meu amor", mas agora o que eu faço é tentar fazer funcionar este botão e trocar essa legenda, mudar essa dublagem que agora me faz dizer "você foi o meu amor", em inglês, "você era o meu amor", em espanhol, e "você é o meu amor mal resolvido", na versão do áudio com comentários do diretor. Não é o controle remoto que não funciona, é a vida que não mente e a gente que se engana.

Estou vendo a fita do meu casamento, sentado na poltrona que ele não sabe que foi você quem me deu. Revejo o meu casamento, não o nosso, eu não casei com você. Estou revendo, parando, ampliando, tentando ver a cena de algum ângulo em que seja você quem coloca a aliança no meu dedo. Eu ainda uso esse anel, que com você eu chamaria de aliança. Seria tudo mais simples se tudo tivesse sido com você. Seriam dias sem tanta pilha em vão, não teria parado tanto a minha vida na tentativa de resolver esse nosso amor. Eu faço com ele os programas que eu queria fazer com você, eu tento não perder o controle com ele, por ele não ser você, mas eu ainda tenho em meu coração um GPS ligado a você, é por isso que dói tanto a distância.

É tão claro nosso amor, sem regular o brilho da tela, é tão claro que eu te amo, é tão claro que você me ama, e ainda assim nunca conseguimos modular nosso relacionamento com a clareza do nosso sentimento. Me sinto andando e te deixando para trás, não me vejo indo se estou sempre vindo para você voltar. Fica tudo igual quando eu me desligo, não tem nada programado nesses dias de faltar você. É tanto vai e vem, tanto vai, é tanto volta, é tanta volta e a gente sempre está no mesmo lugar, sempre longe de onde deveria ser nós dois. Não fizemos o dever de casa, não resolvemos o que era para hoje, e tem tanta lição acumulada que o nosso amor ficou assim, mal resolvido e ainda tão sentido.

Agora estou aqui, na casa que com você eu chamaria de lar, esperando você chegar, para tentar resolver o nosso amor, para eu nunca mais ter que te esperar. Ou te esperar pela certeza e não mais pela dúvida. Acho que agora pode dar certo, vamos tomar coragem e fazer tudo funcionar, com ou sem controle remoto. Me bateu aquele medo de você não vir nos resolver, mas sem apertar qualquer botão, sem usar nenhum controle, começou a tocar aquela nossa música. Vou te aguardar ouvindo essa canção, pedindo pelo tempo remoto em que eu tinha o controle de todo o nosso coração.

"Hoje o tempo voa amor, escorre pelas mãos, mesmo sem se sentir que não há tempo que volte amor, vamos viver tudo que há pra viver, vamos nos permitir"
(Lulu Santos)

Crônica escrita por sugestão e pedido da leitora J. L. de Brasília, Distrito Federal.


Sobre o autor
Ruleandson%20do%20Carmo Ruleandson do Carmo , autor de todas as crônicas deste blog , é jornalista, doutorando em Ciência da Informação (UFMG) e ama falar de amor. Saiba mais
Facebook Twitter Orkut Google Plus Gmail
Desabafos - Comente
15 Desabafos - Comente

15 comentários :

  1. Ru!
    Que coisa linda de se ler homii!^^
    tava aqui esperando dar 00:00 hrs pra ver teu post!=D
    Adorei mais uma vez teu texto, aliás nunca canso de dizer que adoroo o q você escreve!
    Parabéns!!!
    Bjuu enorme

    ResponderExcluir
  2. Angelica,
    Muito obrigado, que legal saber que ficou esperando oh pra ler (risos). Tá com insônia? Vem pro blog! (risos)
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. "Não fizemos o dever de casa, não resolvemos o que era para hoje, e tem tanta lição acumulada que o nosso amor ficou assim, mal resolvido e ainda tão sentido."

    è horrivel quando fica mal resolvido, ou na verdade esta tudo resolvido, mas um insiste em fingir que nao esta...

    ResponderExcluir
  4. Pierce,
    Há uma opção pior: um dos dois finge que ESTÁ resolvido...
    "pra que mentir, fingir que perdoou, tentar fincar amigos sem rancor? a emoção acabou, que coincidência, é o amor..."
    (Cazuza)

    ResponderExcluir
  5. Sem palavras ... Muito obrigada! vc é incrivel , escreveu exatamente o que se passa na minha vida ... confesso que não consegui conter as lagrimas...

    O meu muito obrigada e minha admiração

    J.L Brasilia-DF

    ResponderExcluir
  6. J.L,
    Fico feliz, mocinha que a crônica tenha conseguido traduzir seu sentimento e eu lhe desejo mesmo que consiga realizar seus sonhos e viver a plenitude do seu amor! Vá em frente, sempre!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Encontrei esse site por acaso, e agora todos os dias estou aqui, quietinha, lendo cada desabafo que traduz muitas coisas que minha alma sente, calada...
    Quero dizer que cada post é especial, me faz bem e mal ao mesmo tempo, mas principalmente me faz refletir, percebendo que eu não estou só nesse mundo de desabafos, e que muitos sentem o que eu sinto...

    obrigada pelas palavras, fazem muito bem ao meu coração!

    Beijos,

    EFA - SP

    ResponderExcluir
  8. Ahhhhh
    Tenho que comprar mais uma caixa de lenços...
    Ru, mais uma vez tocando meu coração, e fazendo ele transborda ao lembrar de bons momentos.
    Eu tbm achava que tinha o controle da situação, mas derrepente a pilha acabou e fiquei louco, tentanto encontrar alguma em casa, mas não tinha; não queria sair pois poderia perde-lo mas tive que abrir as portas e sair e quando eu retornei o sofá estava vazio, ninguém ao meu lado para poder brigar pelo controle e muito menos para repetir frases bonitas do filme que estavamos assistindo.
    Espero, com a porta aberta e uma caixa de pilhas mas nao para eu ter o controle da situação e sim para ambos terem o controle d nosso amor.

    ResponderExcluir
  9. EFA,
    Fico muito feliz que tenho descoberto o blog e gostado da descoberta! Que bom que as palavras ajudam seu coração! Obrigado!
    Beijos!

    --
    Tupi,
    Vou começar a vender lenços virtuais, assim (risos). É difícil mesmo lembrar de tudo, sentir saudade e não controlar a nossa vida, a vida é nossa não deveria ser tudo como a gente quer?

    ResponderExcluir
  10. Ru, amei ♥
    eu estou esperando faz 4 meses ;D
    e estou tendo otimos resultados.
    aUHAIUHiuA
    felicidades pra você.
    aprendeu futebol ?
    vou ai te dar uma mãozinha
    beeijos querido

    ResponderExcluir
  11. Lethicia Lavezo,
    Eu esperei um bom tempo e não tive resultado não (risos). É foda...
    Vem pra cá e me ensina porque eu não sei nem como começa a jogar futebol!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. rsrsrsrsrsr, perdoar, perdoar, perdoar. . .

    até onde vai a resiliência para manter tudo em ordem ?

    ResponderExcluir
  13. Família Bispo,
    Fica elevada! Perdoando, talvez, possamos aumentar nossa resistência definitivamente ajudando o outro a não nos causar mais choques, quem sabe...

    ResponderExcluir
  14. Você fala como eu há tempos atrás gostaria de ter faladoa um alguém.Mas q morram os fantasmas!"Q seja minha noit uma alvorada/Q m saiba perder p m encontrara!"(Florbela espanca)

    ResponderExcluir
  15. Anônimo,
    Fale hoje, mesmo que para si, é um bom modo de encerrarmos as histórias! ;) Beijos!

    ResponderExcluir

Emoticons desabafos Digite os caracteres ao lado das imagens e adicione emoticons ao seu desabafo!
Formatação desabafos Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Blog Widget by LinkWithin