Pesquisar este blog

07 novembro 2008

Marcadores: ,

Falta tempo

Compartilhar
Algo errado no relógio

Recorte do cartaz de "Feitiço do tempo" (1993)

"Jamais uso relógio e, para ser mais franco, ninguém pensa em você como penso eu, antes do que em mim mesmo"
(Shakira)


Não uso relógio, na verdade eu o odeio. Eu acho que a culpa de tudo é toda dele, do relógio. As pessoas me abraçam e dizem que vai passar. Então, é culpa do relógio ainda não ter marcado o momento tão esperado em que tudo vai passar. As pessoas me secam lágrimas com abraços e dizem que alguém ainda vai me amar de verdade e vou esquecer tudo de ruim que já vivi. Amigos me repetem que será na "hora certa". Cuco! É culpa do maldito relógio insistir em só marcar a hora errada. Quem deu autoridade a este objeto tão pretensioso para cronometrar nossas vidas e nos privar da "hora certa"? É também o relógio que apita, desperta, faz giros em 60, segundos ou minutos, parecendo dar um rápido fim aos dias alegres e tempo extra aos dias tristes. Temos que chegar ao trabalho a tempo, ler aquele livro no prazo, entregar aquele trabalho na hora marcada. Temos que contar o tempo para o shampoo agir, para a comida cozinhar, para tomar a próxima dose do remédio receitado pelo médico que não tivemos tempo para ir. Falta tempo nesse relógio. Falta tempo no relógio do meu celular, falta tempo no relógio do meu computador. Falta tempo nesse relógio de pulso do Universo, que usa as pessoas como ponteiros, em um Rolex falsificado chamado Terra. Nesse relógio global falta muito tempo. Falta tempo para não ter que soltar o amigo naquele abraço apertado. Falta tempo para não ter que desligar o celular e poder ouvir mais um pouco a voz de quem se ama. Falta tempo para sentir saudade. Falta tempo para sonhar. Falta tempo para aproveitar os sonhos realizados. Falta tempo para não ter que trabalhar tanto e brigar por dinheiro. Falta tempo para ser sincero. Falta tempo para tentar ser mais feliz. Falta tempo para ser mais grato. Falta tempo para retribuir. Falta tempo para acolher. Falta tempo para ser gentil. Falta tempo para ser gente. Falta tempo para brincar com o cachorro. Falta tempo para tomar um sorvete na praça com aqueles amigos que não vejo há tempos. Falta tempo para voltar o tempo e aproveitar mais um pouco daquele papo gostoso embaixo daquela árvore. Falta tempo para ouvir. Falta tempo para falar. Falta tempo para pedir perdão. Falta tempo para perceber a pessoa que mais fará falta se ela se for, por não ter ganhado um pouco mais de tempo, como ela merecia. Falta aquele tempo sonhado em que tinha alguém aqui do meu lado. Falta tempo para viver sentimentos. Faltam mais algumas 24 horas nessas horas poucas que o relógio me dá. Falta vida em minha vida. Mas não culpo o mundo, as pessoas, os amores, só culpo o relógio. Hoje é um dia, com a data e os minutos marcados no relógio, em que me sinto assim tão triste e só. E nessa vida em que as pessoas apostam corrida contra si, talvez, ninguém tenha tido tempo para notar que estou assim. Mas é tanta coisa para fazer que eu também não tenho tido tempo para sofrer. Melhor assim. Só peço que no mundo inteiro haja algum relógio que marque um tempo bom, um amor eterno, uma vida bela, um sonho para mim. E que depois esse relógio quebre e não me tire mais nenhum minuto. Que nenhum relógio me diga que não há tempo para viver tudo isso de bom que eu sinto e desejo aqui. Não uso relógios e esse tempo de faltas nesse mundo não é o meu. Minha vida é marcada em amores, meus segundos são batidas de um coração e a minha corda é você. Você, alguém que não conheço, mas sei que ainda há tempo para conhecer. "Em Brasília, 19 horas". Na minha vida, a hora que eu quiser!


"Quando eu olho para trás eu vejo tanto esforço, tanta dedicação, tanto trabalho. Para quê? E a minha vida? A minha vida eu guardei para depois. Mas eu nunca pensei que poderia não haver um depois"
(E se fosse verdade - 2005)

8 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Ru...adorei o textooo!!!
    alias...adoro todos os textos que vc escreve!!!
    bjãoo angelica

    ResponderExcluir
  2. acabei de chorar lendo seu texto.

    chorei, com toda a dor que existe em mim.

    ResponderExcluir
  3. E o pior de tudo isso é saber que, mesmo não
    usando relógio, e tentando nos desligar um pouco
    da sua contagem regressiva, estamos submetidos
    a ele o tempo todo. Não é?
    Ah, o texto ficou ótimo!
    beijo.

    ResponderExcluir
  4. O tempo também vai contra, meu amigo. Meu cão morreu, não quero esquecê-lo, mas o tempo me obriga, os amigos insistem... Não me dão tempo para eu sofrer. Por que tudo tem que terminar em felicidade? A morte é triste e implica tristeza. Tem tempo de sofrer e de perder.

    Belo texto.
    bjo,
    Neide Tereza

    ResponderExcluir
  5. Sangue! Adorei o texto. Mas confesso que não vivo sem relógio de pulso. O do meu computador vezes marca o tempo errado... Aí.. e o medo de perder a hora? Af. Tb não quero hora. Até pq, o que for acontecer vai chegar sem te avisar hora marcada. A idéia é te pegar de surpresa msm. Por isso... informado ou não das horas, prepara-se. O melhor está por vir.(Deve-se acreditar...) amo amo amo!! Mari

    ResponderExcluir
  6. "Falta tanta coisa na minah janela como uma praia, falta tanta coisa na memoria como o rosto dela, falta tanto tempo no relogio conto uma semana, sobra tanta falta de paciencia que me desespera.... sobra tanto espaço dentro do abraço"(teatro magico)

    é parece q o tempo o relogio e too o resto se recusam a correr qdo agente ta sozinho, e correm tanto qdo aproveita neh

    ResponderExcluir
  7. Alguém aí citou "O Teatro Màgico". Era o que eu ia escrever.
    Passamos muito tempo procurando nossa felicidade em outros. Aprendi a caminhar sozinha. Se aparecer uma companhia pelo meio do caminho... Será bem vindo. Mas enquanto isso não acontece, sigo curtindo!

    ResponderExcluir
  8. Angelica,
    Obrigado. Valeu pelo carinho e por estar sempre aqui no blog.

    --
    Manu,
    Ô, linda, não chora, haverá tempo para muitas risadas!!! Beijo no coração, fique tranquila!

    --
    Jessica,
    Pois é, menina, o tempo nos controla com ou sem a gente querendo! Obrigado!

    --
    Neide,
    O tempo é mesmo imperdoável e nos falta sempre um pouco mais! No fim, a morte nos vence, mas devemos fazer da nossa vida uma bela tentativa! Beijos e obrigado!

    --
    Sangue,
    Um prazer receber o seu comentário!!! Eu e você somos muito quero agora e quero tudo, vamos dar mais tempo pros nossos relógios! Amo mais! AAA

    --
    Dé,
    Essa música é mesmo triste, linda e real.

    --
    Émile
    Saudade de você! Sozinha jamais! Estarei com você! Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *