Pesquisar este blog

19 agosto 2008

Marcadores: ,

Atrasado

Compartilhar
O quanto eu te esperei


Recorte do cartaz de O tempo que resta (2005): por todo o tempo

Marcamos ali, ali mesmo. Na esquina por onde ele não passa, na rua sem fim, à direita da felicidade eterna. Para chegar lá, bastavam 23 anos de caminhada, por incertos caminhos certos, estreitas esquinas largas, secas ruas molhadas das lágrimas que já não caem. As placas indicavam outros possíveis destinos bloqueados a ti: amores mal resolvidos, brigas em família, choros contidos, risadas desperdiçadas, cartas não enviadas, perdas encontradas, infância crescida. Os outros a vista não via. A velocidade era restrita, não mais rápido do que eu pudesse entender. Multas e pontos na carteira dos que me magoassem. Quando perceberam que assim ninguém mais sobraria nas ruas perdoaram a todos. Continuou andando, meu coração palpitando. Desceu as escadas que subiam. Me gritou tão baixo que eu mal pude ver o que era para se ouvir. O relógio contava o tempo ao contrário e mesmo assim eu temia não encontrar a hora. Te encontrei. Você reclamou. "Atrasado", sentenciou. "Eu te esperei a vida inteira, o que foram 15 minutos para você?", respondi. Sinal verde. Pode passar.

"Você tem meia hora, prá mudar a minha vida"
(Adriana Calcanhoto)

9 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. hehehe, vou desabafar, manero seu blog e os textos e temas abordados, o atraso é muito relativo e caótico como pode ver, talvez esperar a vida toda desacreditado seja menos ruin do esperar 15 minutos com a certeza de que se aproxima(vai chegaar, vai chegaar, uma hora vai chegaaar, ta demoraando..)

    é só isso então, abraço ae!
    o/

    ResponderExcluir
  2. e VIVA as diferenças...

    "eu te esperei a vida inteira"

    X

    "vc está 15 minutos atrasado"

    como que pode, para algumas pessoas os sentimentos fazerem tanto sentido,ser uma busca interminável de uma vida inteira, não só uma busca...mas uma espera...

    e no entanto, o q se encontra de resposta??
    será que vale a pena??

    é difícil, dias nublados como hj..fazem florescer a desesperança..

    mas...q venha a vida inteira :**

    ResponderExcluir
  3. A vida não requer de hora marcada (para algumas coisas). Do nascimento à morte nem sempre horários fazem a diferença. Por exemplo, se soubessémos a hora exata da morte, podíamos faltar ao encontro.
    O atraso sempre é ruim para quem espera,mas em determinados casos a espera é tão compensatória que o atraso torna-se uma vírgula na imensa frase que é a vida.
    Quando o que se espera chega, vale o atraso!
    Ru, texto lindo como sempre...

    ResponderExcluir
  4. Ei! Muito obrigada ;) são meus rabisquinhos rs.

    Adorei o texto, vou ler mais depois. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. "eu ando pelo mundo divertindo gente, chorando ao telefone..."


    [A.C.]

    ResponderExcluir
  6. Belíssima foto e maravilhosa menção à Adriana Calcanhoto!

    Eu só queria um café e acabei lendo uma poesia liiiiiiiiinda!

    Vai, vai embora. Vc deve ter uma meia hora pra mudar a vida de alguém! Corra! "Pq o que vc demora é o que tempo leeeeeeeeeeeeevaaaa"

    ResponderExcluir
  7. Oi Ru!
    Como você falou do tempo e usou uma letra da Adriana Calcanhoto ( que adoro!)pra fechar mais um belo texto seu, então resolvi fazer um recorte de músicas para falar do tempo! Tempo, esse velho Senhor dos encontros e desencontros. Senhor das lembranças ou do esquecimento!


    “Hoje contei pras paredes
    coisas do meu coração
    Passeei no tempo, caminhei nas horas
    Mais do que passo a paixão”
    ”Pedi você
    Prá esperar 5 minutos só
    Você foi embora sem me atender
    Não sabe o que perdeu
    Pois você não viu, você não viu...
    Como eu fiquei
    Dizem que foi chorando, sorrindo, cantando
    Os meus amigos, meus amigos, até disseram
    Que foi amando, amando!”
    “Bem mais que o tempo
    que nós perdemos
    ficou pra trás, também,
    o que nos juntou”
    ”Eu sei do tempo, conheço seus danos
    No que eu fui, no que eu não pude ser
    Nos meus acertos e nos desenganos
    Do que eu sei, nada serve pra você”
    ”Tenho tempo pra gastar
    Tenho tempo pra passar a hora
    Tenho tempo pra desperdiçar
    Tenho tempo pra jogar fora
    Tempo de sobra pra levar
    O tempo que resta pra ir embora
    Tempo de sobra pra esperar
    O tempo que resta a partir de agora
    Eu realmente não sei”
    ”Eu devo gostar de perder
    Meu tempo com você!”
    “ Tempo tempo tempo tempo...
    Por seres tão inventivo
    E pareceres contínuo
    És um dos deuses mais lindos”
    “Tempo, tempo mano velho, falta um tanto ainda eu sei
    Pra você correr macio”
    “Eu vejo o futuro repetir o passado
    Eu vejo um museu de grandes novidades
    O tempo não pára
    Não pára, não, não pára”
    “Antes de mim vieram os velhos
    Os jovens vieram depois de mim
    E estamos todos aqui
    No meio do caminho dessa vida
    Vinda antes de nós.”
    “Time is so old
    And love's so brief
    Love is pure gold
    And time a thief”
    “Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro...”
    “No novo tempo, apesar dos perigos
    Da força mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta
    Pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver
    No novo tempo, apesar dos castigos
    Estamos em cena, estamos nas ruas, quebrando as algemas”
    “Então me abraça forte
    E diz mais uma vez
    Que já estamos
    Distantes de tudo
    Temos nosso próprio tempo
    Temos nosso próprio tempo
    Temos nosso próprio tempo...”
    “O tempo faz tudo valer a pena
    E nem o erro é desperdício
    Tudo cresce e o início
    Deixa de ser início
    E vai chegando ao meio
    Aí começo a pensar que nada tem fim...”

    Autorias na ordem das citações:
    Amor I love you:Marisa Monte e Carlinhos Brown; Cinco Minutos: Jorge Ben Jor; Resposta : Samuel Rosa e Nando Reis; Eu Não Sei Nada: Hebert Vianna; Tempo Pra gastar: Titãs do CD Titanomaquia; Perder Tempo Com Você: Alvin L.; Oração Ao Tempo: Caetano Veloso; Sobre O Tempo: Pato Fu do CD Gol de Quem; O Tempo Não Pára: Cazuza e Arnaldo Brandão; Velhos e Jovens: Arnaldo Antunes; Speak Low: Ogden Nash e Kurt Weill; Há Tempos: Renato Russo Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá; Novo Tempo: Ivan Lins e Vitor Martins; Tempo Perdido: Renato Russo; O Avesso Dos Ponteitos: Ana Carolina.

    Big Hug 4 U!
    Jadilson

    ResponderExcluir
  8. .: RU .:

    Que linduuuuu, quando crescer quero ser igual a vc...

    Palavras lindas... viva o amor, a felicidade, o sexo e tdo de bom!!!!

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *