Tecle CTRL + D para adicionar aos Favoritos | Desabafos - Crônicas |. Revista  |. Frases - Tumblr  |. Você no blog |. Receba as crônicas por e-mail |. Sobre o blog e o autor | Fale conosco
Carregando...

Memórias esquecidas de tudo que eu ainda lembro


Compartilhe no Orkut Share on Tumblr Compartilhe no Pinterest

E agora?


Recorte do cartaz de Tarde demais para esquecer (1957): "se um dia precisar de alguma coisa, como alguém que te ama, não hesite em me procurar"

Às vezes eu amo conformado. Vivo num amor assim calado. Tão calado em seus gritos perdidos que ninguém parece capaz de me ouvir. Grita o coração. Grita porque não tinha. Grita porque também não deixava de ter. O que deixei mesmo foi o tempo passar, me contentei com o pouco do "melhor do que nada" e com o muito do "ainda não perdi". Até que um dia tudo mudou, hoje mudou, e perdi o que nunca tive. E existe perda maior?

Então, é hora de olhar para trás. E quando eu olho para trás é porque o que eu vejo à frente não é o que sonhei. Tento entender onde foi parar você, o candidato à vaga que há 23 anos eu deixo vazia esperando alguém para preencher. E aí me perguntam por que não preenchê-la com outro alguém? É que quando a gente é feliz sem motivo ao lado de alguém os outros perdem a cor. E o preto-e-branco não me atrai. Podem beijar bem e me fazer perder o fôlego, mas e daí, se é por você que eu quero respirar? Podem até dizer "eu te amo", mas de que me servem as palavras certas quando ditas pela pessoa errada?

E é tão estranho quando a gente sofre por amor. Quando se perde um amigo, você sofre, e todos que o conheciam sofrem junto. Agora, quando se perde um amor a dor é só sua, e de mais ninguém. Não há como dividir. Tudo parece que só a multiplica.

Tarefa difícil se despedir, ainda mais quando necessária. Mais difícil é imaginar você dividindo a vida com outra pessoa. Meu medo é que me esqueça e me jogue em uma daquelas gavetas onde enfiamos os diplomas que lutamos para conquistar, mas que agora não nos são mais necessários.

Me diga: e agora? O que eu faço? Não sei! Eu, tão dedicado às palavras de amor, não sei o que dizer a mim mesmo. E agora? Não sei de quem eu vou roubar o limão da cuba, de quem eu vou guardar as caixinhas de chicletes, para quem eu vou contar as mil frases de filmes que eu decorei, não sei com quem eu vou implicar, em quem eu vou jogar água e correr dos sprays, o livro de quem eu vou sujar de goiaba, quem vai me fazer sentir o mais feliz e idiota dos seres, quem vai me dar o jornal O Globo de 30 de maio ou a revistinha da Magali. As lembranças e a distância me aproximam do que eu não quero viver, e me afastam daquele mundo que só entendíamos nós dois. Parece até que o amor é isso, quando a gente deixa de fazer sentido para os outros.

Sem respostas, é melhor esquecer as perguntas. Eu, que amo frases, vou passar um bom tempo a me repetir:

"-Eu fiz o que eu vim fazer.
- Você os separou?
- Não, eu me despedi!"
(O casamento do meu melhor amigo - 1997).

Eu, hoje bastante confuso, talvez também consiga.


Sobre o autor
Ruleandson%20do%20Carmo Ruleandson do Carmo , autor de todas as crônicas deste blog , é jornalista, doutorando em Ciência da Informação (UFMG) e ama falar de amor. Saiba mais
Facebook Twitter Orkut Google Plus Gmail
Desabafos - Comente
14 Desabafos - Comente

14 comentários :

  1. Ok.. estava fuçando... entrei no link pelo blog da Lu. Mas faria de suas palavras as minhas... perder o que nunca se teve... e ainda fechou com o casamento do meu melhor amigo, lindo e delicado.

    ResponderExcluir
  2. Primeira vez no seu blog e me arrependo de não tê-lo feito antes...
    Acho que hoje é dia de eu me deparar com posts tristemente lindos, como o que eu li no blog do otávio.

    Citando uma música que eu gosto muito:

    "Se ela me deixou, a dor
    é minha só, não é de mais ninguém"

    No mais, confunda-se, porque quando as coisas estão muito claras, pode ser que tenha passado o tempo de vivê-las.

    ResponderExcluir
  3. Olá Ru,

    Sou o Valmqiue, não sei se vocÊ lembra... enfim!

    "descobri" o seu blog e adorei! Parabéns!

    Vou passar sempre por aqui.

    Depois "passa" no meu:

    www.parentzs.blogspot.com

    abraços!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ru!!! lindo demais esse seu texto, viu? E ainda tive o prazer de ver um comentário da Pilar, uma amiga minha! Essas coisas de amor são complicadas mesmo, mas se naõ fossem assim nem teriam graça. =)

    ResponderExcluir
  5. Pilar,
    Valeu a visita e obrigado pelo comentário!

    --
    Kel Sodré,
    Dia de palavras tristes? Dia de palavras verdadeiras. E também gosto de ter a dúvida, a confusão...

    --
    Valmique,
    Obrigado! Lembro sim de você!

    --
    Lu,
    Obrigado, que bom que gostou do texto, ai, o amor é muito complexo mesmo... Valeu por visitar o blog e indicar para sua amiga.

    ResponderExcluir
  6. Ru...

    A cada novo texto,( Este publicado ha algum tempo , mas a primeira vez que o leio)...Parece perfeito para o momento que vivo hoje,acho que você deve ter uma bola de cristal escondida!!!
    Cada dia uma surpresa + agradavel que a outra, as vezes consolo, outras vezes esperança, as vezes dúvidas, mas enfim, tudo exatamente que se precisa no exato momento se encontra aqui...
    Obrigada, pois mesmo não te conhecendo, sinto como se fosse um velho e verdadeiro amigo, sabe aquele que você pode contar em todos os momentos, seja para uma boa gargalhada, ou mesmo para um abraço apertado, aquele que chora com vc? Pois você par mim já é assim!
    Texto PERFEITO!!!
    Não sei como esqucer o passado e olhar para frente, pois mesmo que não exista mais nada, nem sei se foi real, ou apenas um sonho, foi tão bom...
    Imaginá-lo com outra pessoa, dói tanto...
    "Sem respostas, é melhor esquecer as perguntas." Como se faz isso???

    Bjos Ru e obrigado por tantos textos maravilhosos, que Deus continue sempre iluminando sua mente e seu coração...

    ResponderExcluir
  7. Eh muito triste viver uma situaçao dessas eu sei bem como eh
    Eh horrivel sentir q perdeu uma pessoa e nao conseguir se despedir.Eh dificil seguir em frente e esquecer...
    to adorando o blog
    bjuss

    ResponderExcluir
  8. Jaque,
    Mocinha, não havia visto esse seu desabafo ainda! :0 Desculpa não ter respondido antes!
    Muito obrigado por suas palavras de carinho! Amém e um grande beijo!

    --
    Regi,
    Que bacana que você já chegou desabafando geral! :P Obrigado, viu?
    Com certeza é difícil seguir em frente, mas a gente segue assim mesmo! Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ah, eu também já perdi algo que nunca foi meu... Sofri tanto! Chorei tanto! E hoje, ainda sinto falta daquilo que fazia parte dos meus sonhos. Mas a tristeza já passou. Agora, só sobrou a saudade.
    Bj! Parabéns pelos excelentes textos.

    ResponderExcluir
  10. Karina D'Carla,
    Muito obrigado, mocinha! :P E essa saudade um dia passa, um dia...

    ResponderExcluir
  11. Cara !!!! nem sei o que dizer...
    mas vou tentar
    eu poderia dizer que seu texto tem alguma semelhança com a minha vida , mas semelhança seria apenas mera coincidencia , é absurdo !!! , li todos os seus post e fiquei até mesmo assustado ,digamos que 23 anos é exatamente o mesmo tempo que guardo para ele ( o meu verdadeiro amor ) um lugar na minha vida.
    E o que a gente faz com este tempo ?
    São 23 anos a me fazer esta pergunda diariamente , e diariamente o vejo e nossos olhares se encontram sem jamais responder a pergunta que poderia ser o começo , mas que se tornou infelizmente no fim de algo que nunca aconteceu.
    Parabéns !!! me encontrei em vc quando me perdi em seus post.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  12. Anônimo,
    Fico feliz por ter de algum modo se identificado com o blog! :D E fique feliz por ter amado e caso não tenho mesmo nenhuma possibilidade supere e siga em frente! ;) Seja feliz!

    ResponderExcluir
  13. Olá... Nossa esse texto reflete tudo o que hoje estou sentindo... Perdi sem ter, uma pessoa que me ensinou a ser uma pessoa melhor, e me ensinou a ter mais fé... me motivou, me alegrou nos piores dias, Dispertou em mim um sonho que eu acreditava que nunca iria alcançar, mas ele me fez acreditar que sim, que eu posso... Mas essa semana ele se casou... ele merece toda a felicidade do mundo nesta nova etapa da vida dele, porém é dificil aceitar a perda... é dificil acreditar que agora ele é um Homem casado... por mais que um dia ele venha a se separar... mas por quanto tempo a mais eu vou ter que esperar pra te-lo em meus braços??? O que todos me dizem hoje é que "Não era pra ser" ou que "Você merece uma pessoa melhor!"... Não eu não quero uma pessoa melhor... eu quero ELE!!! Porque no meio de tanta gente, e alguns mais bonitos que ele, eu só consegui enxergar ele???Pq tinha que ter sido ele que me ajudou tanto no momento em que eu mais precisei??? pq não podia ser, então ele a pessoa certa pra mim???? Pq me encantei por ele???? Não sei o que é pior a dor da perda, a dor da saudade, ou a dor da solidão... Dor, só isso que eu consigo sentir... Tudo o que eu faço, tudo o que eu vejo, tudo o que eu sinto me lembra ele... Estou sem resposta, sem chão, sem palavras, 'eu não moro mais em mim'.... Agradeço vc por este site que em palavras consegue traduzir o que muitos hoje sente...
    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Jéssica,
    Posso imaginar suas dores, mocinha, e lamento muito por todas elas. Busque forças em você para superar esse momento, seja forte porque é disso que precisamos quando "fraquejamos". Há coisas na vida que não adianta tentarmos entender, não vamos entender nunca, Jéssica, nunca. Eu aprendi a pensar de um novo modo, sabe? Não penso mais no por que ele não ficou, mas agradeço pelo tempo em que ele esteve, pelas coisas que aprendi, pelo novo eu que a relação me propiciou. Não pense que foi um fracasso. Vou ficar torcendo aqui para você conseguir superar essa dor, mas não foque nela, tente se ocupar com outras coisas e ficar bem, dentro do possível.
    Fico muito feliz em saber que o blog lhe deu conforto nesse momento! Muito mesmo!
    Beijos! Seja feliz! :D

    ResponderExcluir

Emoticons desabafos Digite os caracteres ao lado das imagens e adicione emoticons ao seu desabafo!
Formatação desabafos Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Blog Widget by LinkWithin