Tecle CTRL + D para adicionar aos Favoritos | Desabafos - Crônicas |. Revista  |. Frases - Tumblr  |. Você no blog |. Receba as crônicas por e-mail |. Sobre o blog e o autor | Fale conosco
Carregando...

Game over


Compartilhe no Orkut Share on Tumblr Compartilhe no Pinterest

Pela dignidade no amor


Recorte do cartaz de Jogo de amor em Las Vesgas (2008): faça suas apostas

Era uma vez dois seres (ditos) humanos. Eles se conheceram e se apaixonaram como nunca haviam se apaixonado antes. Pareciam marcados para passar o restante dos dias juntos. Mas (tem sempre um porém), eles tinham medo de se entregar, medo de exagerar, medo de tanta coisa que tinham até medo de temer, e, jogando entre si, não ganharam e acabaram se perdendo, um do outro, deles mesmos. É que eles só não tinham medo de jogar o jogo idiota do amor. Aquele jogo que todo mundo joga, e por mais que você vire a caixinha por todos os lados nunca encontra as instruções e regras.

No jogo do amor, a premissa básica é vale tudo, desde que você não seja você mesmo: não diga que está apaixonado, dizer que ama então equivale a menos cinco pontos e uma rodada sem jogar; jamais telefone quando sentir vontade; não atenda ao telefone antes de três toques e não atenda a pelo menos uma chamada por dia; penalidade máxima para mensagens de madrugada; nunca aceite dois convites em sequência; fingir ter ciúmes vale duas estrelinhas, armar um barraco equivale à lua; pareça sempre muito ocupado, para a pessoa não achar que você só tem ela na vida; invente uma terceira pessoa interessada em você, afinal você é desejado por todos; e, por fim, desapareça por uns tempos, para o outro aprender a dar valor ao que um dia ele poderá perder. E perderá mesmo...

Eu digo NÃO! E grito SIM, pelo direito de ser eu mesmo e por um pouco mais de dignidade no amor. Por que não ser sincero, honesto e digno com alguém com o qual você pretende dividir a vida? Se você continuar jogando esse já fadado ao fracasso jogo, seu parceiro vai trocar de time e arranjar alguém mais presente e menos cansativo para jogar. Se entregue, ame, e se errar que seja pelo exagero, nunca pela falta, pela simulação. Marque pontos, bata recordes, aposte em vocês e leve para casa o troféu raro daqueles que tiveram coragem de arriscar: o amor.

Ou, então, continue nesse joguinho. Vá em frente sem nunca sair do lugar, seja covarde. Tenho até uma sugestão: jogue o "Resta um", pois seu destino é mesmo esse, terminar sozinho, em um tabuleiro vazio, com buracos doídos das pessoas que deixou pelo caminho. Bye, bye, honey, GAME OVER!


Sobre o autor
Ruleandson%20do%20Carmo Ruleandson do Carmo , autor de todas as crônicas deste blog , é jornalista, doutorando em Ciência da Informação (UFMG) e ama falar de amor. Saiba mais
Facebook Twitter Orkut Google Plus Gmail
Desabafos - Comente
8 Desabafos - Comente

8 comentários :

  1. "Se o amor é um jogo perdido, por que continuamos apostando?"

    ResponderExcluir
  2. Ru, como é consegue definir em alguns caracteres, exatamente aquilo que todos já devriam saber?
    Acredito ainda que o melhor é se jogar e viver aquilo o mais intensamente possível, sem pensar se deve ou não ligar, atender, sair, beijar........

    Obrigada você por ter esse cerebro maravilhoso, e esse coração tão cheio de amor.....

    Bjos

    Renata

    ResponderExcluir
  3. Ruleandson, olha que coincidência, postei sobre isso mesmo hoje no blog das Mulheres de 30, e chego aqui e leio esse seu post. É como diz aquele texto super bacana, você pode escolher jogar tênis ou squash. Eu aposto no squash!

    ResponderExcluir
  4. Passei boa parte da minha manhã hoje, aqui no seu blog. Achei no google, eu estava procurando a musica de Jorge Vercilo "Eu queria não sentir essa saudade, que me faz perder o sono e querer mais".

    Vim parar aqui, e li todos os seus 40 posts de 2008. Seu blog já está nos sites favoritos do computador e depois vou ler os 30 de 2007!

    Não sei, mas ler sobre o que sentimos, e em palavras tão significativas, nos traz um certo conforto. Assim sendo, obrigada por confortar alguém que também faz questão de infringir as regras do jogo do amor.

    Beijos e pelo amor de Deus, continue escrevendo.

    ResponderExcluir
  5. NESTE JOGO DE AMOR EU PERTI.....
    PENSEI QUE IA VIVER UMA HISTORIA DE AMOR LINDA COMO VIV DURANTE 7 ANOS DA MINHA VIDA E QUANDO FALATAVA 3 MESES PARA O CASAMENTO JOGUEI...AI PERTI O AMOR DA MINHA VIDA E DEPOIS QUANDO AINDA DAVA TEMPO DE VIRAR O JOGO E GANHAR UMA VIDA E AMOR VIREI UMA VICIADA NESTE JOGO E TIVE AZAR.
    SABE AQUELA ULTIMA PEÇA DO RESTA UM....
    PRAZER SOU EU....

    ResponderExcluir
  6. Flavimar D.,
    Bem antes da Carrie em Sex and the city,torper, Allen já respondia à sua pergunta em um de seus filmes:
    "E pensei na velha piada. Um cara vai ao psiquiatra e diz ‘Doutor, meu irmão é louco. Ele acha que é uma galinha’ O doutor diz: ‘Por que não o convence do contrário?’. O cara diz: ‘É que eu preciso dos ovos’. Bem, acho que é o que acho dos relacionamentos hoje. São totalmente irracionais, loucos e absurdos. Mas continuamos neles, porque a maioria de nós precisa dos ovos”
    Alvy (Woody Allen) em Noivo neurótico, noiva nervosa (1977)

    --
    Renata,
    Grato, pelas suas palavras, que eu possa ser merecedor delas! Beijos!

    --
    Sisa,
    É, coincidentemente também todos nós jogamos e nos arriscamos no mesmo jogo: o amor.

    --
    Ludmila,
    Obrigado, por ter me lido, por horas, e pode deixar que eu não paro de escrever, eu não aguento! (risos)

    --
    Monique,
    Que triste... Calma, acumula fôlego e na próxima partida você vencerá! Como todo jogo, o amor deve ser praticado.

    ResponderExcluir
  7. cara vc é incrível...fico arrepiada com seus posts ,vc enxerga muito além.vc diz coisas que nunca temos coragem de dizer...sou sua fã definitivamente...amo seus posts

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rosynhamorena,
      Fico muito feliz por me ver a mim e ao meu blog desta maneira. Muito obrigado! :) Beijos!

      Excluir

Emoticons desabafos Digite os caracteres ao lado das imagens e adicione emoticons ao seu desabafo!
Formatação desabafos Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Blog Widget by LinkWithin