Pesquisar este blog

28 maio 2008

Marcadores: ,

Ao meu amigo

Compartilhar
Reencontrar

Recorte do cartaz de Apenas amigos (2006): namoros vão, amigos ficam

Amizade é um dos mais belos e complexos relacionamentos. Belo, porque nada define melhor o amor a alguém a quem você conhece tanto, em qualidades e defeitos e ainda assim ama. Ama com a urgência de saber esperar. Complexo porque a amizade é eterna, os namoros vão, mas os amigos ficam e junto a eles ficam também os problemas e conflitos que envolvem todo e qualquer relacionamento. A diferença é que com o seu namorado você ainda transa de vez em quando para compensar tudo e com o amigo não (porque aí já deixa de ser só amizade).

Mas, se em resumo, o amigo é um namorado com o qual você compartilha a vida, resolve as brigas e não pode sequer beijar, por que então ser amigo? Simplesmente, porque não há nada mais satisfatório, nem recíproco, do que amar a alguém apenas para compartilhar a vida, alguém ao lado de quem você pode ser você mesmo, ter abrigo sem qualquer motivação ou apelo físico. Amizade é um alicerce fundamental em nossas vidas.

Ela é tão especial que não há como amigos não brigarem, as discussões fazem parte de uma amizade verdadeira. Afastar-se pode ser necessário para voltar a se aproximar. Onde há amizade e não há brigas não há amizade: prevalece a falsidade ou a insatisfação de uma das partes, que prefere não dizer o que sente de verdade. E sem verdade não sobra amizade.

O mais difícil é encontrar as soluções para os problemas da amizade, quando eles surgem. Mas, às vezes, todos precisam de um tempo. Quando você deixa um namorado, você sabe que quando voltar terá outro naquele posto, mas quando se deixa um amigo, por qualquer motivo, ao voltar o seu lugar estará sempre lá. E por mais que se passem horas, dias e anos, tudo voltará a ser como antes, como se nunca tivessem se distanciado. Se a amizade for sincera, claro! É que amigos não precisam se dar provas 24 horas por dia de que são amigos.

Então, meu amigo, meu amado amigo, não sei onde você se perdeu, mas eu sei onde eu quero te encontrar. Volta logo, eu vou esperar! "Tic toc, tic toc, tic toc....".

0 dos desabafos - DESABAFE!:

Postar um comentário

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *