Pesquisar este blog

11 março 2008

Marcadores: , ,

Without you

Compartilhar
Tudo ainda assim


Recorte do cartaz de P.s. Eu te amo (2008): aprendendo a viver sem você

Sem você, o riso é triste, a lágrima de mim debocha, o dia é escuro e à noite escura claramente sei que você não está. Sem você, as horas rodam ao contrário, o mundo já não dá voltas, e quem não volta mesmo é você. Sem você, a saudade já não sente tanta falta assim de mim, a esperança já se cansou de esperar e só quem ainda espera em vão sou eu. Sem você, o vazio se preenche da tua ausência, o caminho só caminha para onde não se quer chegar, porque por ele você nunca chega. Sem você, tudo é diferente e ainda sempre tão igual. Tudo ainda assim, sem você aqui, para sequer dividir, sequer me ouvir e me ajudar a entender por que resolveu partir.

3 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Adorei este filme, é triste, mas é romantico e casual, sem rodeios e mistérios ensina que devemos ser completos e felizes haja o que houver.Beijos Amigo seu Blog está lindooooooooooo.

    ResponderExcluir
  2. sinto isso a todo momento. acho que eu e ele também... nossa história é bem diferente da do filme, mais acho que eu sinto a mesma coisa que ela, ouu menos dolorosa... mais doi..

    ResponderExcluir
  3. Aliane,
    Obrigado, amiga! Esse filme ensina muito mesmo!

    --
    Giselee,
    Não pode doer tanto, dá um jeito aí! Seja feliz! Beijos

    ResponderExcluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *