Tecle CTRL + D para adicionar aos Favoritos | Desabafos - Crônicas |. Revista  |. Frases - Tumblr  |. Você no blog |. Receba as crônicas por e-mail |. Sobre o blog e o autor | Fale conosco
Carregando...

Pequeno MANUAL para que faça a escolha certa no trabalho (e no amor também!)


Compartilhe no Orkut Share on Tumblr Compartilhe no Pinterest

Amor e trabalho, parentes bem próximos


Cena de Alguém como você (2001): teorias do amor podem funcionar

Nos dias de hoje, está muito difícil arranjar um trabalho. Vivemos uma verdadeira crise em que poucos conseguem trabalhar, garantir uma vida estável e serem felizes e realizados com o trabalho. Peraí! Vamos trocar a palavra trabalho pela palavra amor nesse pedacinho de texto aí em cima?! Olha só: nos dias de hoje está muito difícil arranjar um amor. Vivemos uma verdadeira crise em que poucos conseguem amar, garantir uma vida estável e ser feliz e realizado com o amor. Viram só?! Trocando a palavra trabalho pela palavra amor, tudo continuou fazendo sentido e o principal: continuou sendo verdade!

Creio que agora comece, assim como eu, a achar que as pessoas escolhem seus amores da mesma forma que escolhem os seus trabalhos, tornando possível que meça, da mesma forma, as chances de ser feliz no amor e também no trabalho.

Vamos ao que interessa: o modo de medir as tuas chances de ser feliz no trabalho e no amor é baseado em uma nova técnica, nova mesmo, acabei de inventar, que analisa a sua escolha pelo trabalho ou pelo amor contrabalanceando-a com as possibilidades de felicidade e realização ao longo do tempo. Por isso, o destaque será dado ao motivo pelo qual escolheu seu trabalho ou seu amor e logo em seguida teremos as explicações. Peço que leia e pense tanto no seu trabalho como no seu amor e veja as semelhanças entre eles.

Para que faça a escolha certa e meça suas chances de felicidade no trabalho e no amor:

“Para não ficar parado”: se a sua escolha foi feita só “para não ficar parado”, ali, jogado, sem fazer nada, esqueça o alcance da felicidade! No início vai ficar todo empolgado, mas com o tempo vai começar a achar defeito em tudo, vai ficar estressado e vai largar aquilo rapidinho. Além disso, fazendo sua escolha só “para não ficar parado” vai viver trocando de emprego e de amor como quem troca de roupa e o pior, sempre insatisfeito.

Remuneração financeira: se a sua escolha foi feita só pelo dinheiro que poderá ganhar, pelos restaurantes caros que poderá frequentar, pelas viagens que poderá fazer e tudo mais que o dinheiro pode proporcionar, lembre-se: “dinheiro não compra felicidade”. Você vai viver em um teatro, não será feliz de verdade e deixará tudo para trás quando encontrar algo que lhe traga mais dinheiro ainda.

Beleza/Status social: se sua escolha foi feita só porque é bonito e você viverá se gabando do que tem e será invejado pelo seu círculo social, sinto lhe informar, mas “beleza não põe mesa”. Além disso, não é só porque seus amigos acham lindo, sua família acha lindo, e até seus inimigos acham lindo e alcança assim um status social altíssimo que será feliz. Entretanto, com tanta gente te “apoiando” terá grandes chances de conseguir fingir que é feliz! Só é uma pena que sempre aparecerá algo mais bonito, mais atrativo e que desperte mais interesse e aí: se prepare para constantes trocas na tentativa de agradar os que estão a sua volta.

“A pessoa mais feliz do mundo”: se sua escolha foi feita porque você, mesmo conhecendo tudo de verdade, sabendo os prós e os contras, ainda assim se sente a pessoa mais feliz do mundo nos momentos em que está com o seu amor ou no seu trabalho, terá, enfim, a chance de se tornar de fato a pessoa mais feliz do mundo. Mesmo que tenha que ficar um longo tempo “parado”, e saiba que quando conseguir não terá uma alta remuneração financeira, que também nem é tão bonito assim e que teus amigos não vão achar aquilo tão lindo assim, será feliz “na doença e na saúde, na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe” (que brega!).

Conclusão: Amar, gostar, sentir tesão, paixão, desejo ou como quiser classificar seu sentimento por alguém que conheceu numa noite e que te mostra somente o que tem de bom é muito fácil. Como dizia vovó: “quando você quer pegar galinha você não falo xô não”, você chama ela bonitinho e depois que você mostra as garras e quebra o pescoço dela. E é assim né?! Com duas, três semanas, a pessoa mostra quem é de verdade e ai verá que aquele príncipe ou princesa encantada não é tudo aquilo e vai partir para outra.

Tente apenas seguir esse pequeno, válido, profundo e esperançoso MANUAL quando for fazer a sua próxima escolha. Até para que você não fique passando de mão em mão por aí amigo! Hoje vai ser ótimo sair por aí curtindo aqui, curtindo ali, mas o tempo vai passar e se não tiver construído algo sólido você nunca vai ter sua “aposentadoria garantida” e chegará uma hora em que não terá a mesma força para trabalhar e nem a mesma carinha bonitinha para sair pegando todo mundo.

Sei que está pensando: é difícil encontrar um amor bom, mas quem disse que arranjar emprego, opa, amor hoje em dia tá fácil?!


Sobre o autor
Ruleandson%20do%20Carmo Ruleandson do Carmo , autor de todas as crônicas deste blog , é jornalista, doutorando em Ciência da Informação (UFMG) e ama falar de amor. Saiba mais
Facebook Twitter Orkut Google Plus Gmail
Desabafos - Comente
4 Desabafos - Comente

4 comentários :

  1. Ru,
    vc deveria organizar seus textos e montar um livro. Esse texto q faz uma alusão entre trabalho e amor é fantástico! Excelente, amigo! Parabéns!!!
    Abraço,
    Wander Veroni
    http://cafecomnoticias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que bom que vc colocou esse texto do amor e do trabalho! Pensei que eu fosse a única a pensar assim! Adorei ficou perfeito! Realmente parabéns!


    Sua nova fã! hahahahaha

    ResponderExcluir
  3. Placinom,
    Obrigado! Eu sempre pensei nessa conexão, tem muita ligação mesmo, não é? Obrigado!!! E Beijos!

    ResponderExcluir

Emoticons desabafos Digite os caracteres ao lado das imagens e adicione emoticons ao seu desabafo!
Formatação desabafos Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Blog Widget by LinkWithin