Pesquisar este blog

24 novembro 2007

Marcadores: ,

Begins - porque tudo sempre re-começa

Compartilhar
"Eu só queria um café..."
(Não por acaso - 2007)

Cartaz de Batman Begins

Recorte do cartaz do filme Batman Begins (2005)

01 de janeiro de 2006. 1h da manhã. Um novo ano começava. Para variar, um reveillon solitário e um pouco triste, melancólico. Resolvi criar um blog, ter uma nova vida, ganhar uma nova chance, mesmo que só virtualmente (acho que me movia a esperança do CTRL+Z funcionar também na versão real de minha existência e não só no computador, mas pouco depois descobri que, no meu caso, o CTRL+ALT+DEL era o mais indicado). Acessei o site do Flogão e criei o "batru", meu primeiro blog na Internet, batisado pelo meu apelido RU, aliado ao nome do meu herói de infância - e vida "adulta" - Batman.

No BatRu, publiquei, por um ano e meio, poemas, fotos, notícias, crônicas e outros gêneros textuais, que serviam para desabafar o que me aflingia a alma. Desde março deste ano, uma paixonite aguda e não resolvida, como me é peculiar, inspirava o somar dos caracteres. Como só a ilusão traz a desilusão, sem parodiar Shakira, em um momento de incompreensão total de várias coincidências, palavras não-ditas, olhares desviados e perguntas sem respostas, achei que já haviam blogs em excesso referênciados pelo nome do autor + o nome do herói preferido das figuras e dei fim ao BatRu.

Inocência, imaturidade (permita-se isso), ou boa fé em demasia, não percebi que deletar os textos que escrevi para quem não os merecia, ou deletar mais uma coincidência não mudava os fatos. Projetos são para o futuro, ninguém planeja mudar o passado, ninguém traça metas para o que já viveu. Por isso, o "certo" é ser sincero com você mesmo, orgulhar-se por tentar, ter coragem de amar e mais coragem ainda para deixar de amar! Não é fácil...

Nessa data, reflexiva, saudosista e esperançosa, retorno à Internet, dessa vez sem blogs alter-ego, sem máscaras, e sim com uma frase de um filme que assisti neste 2007, três dias antes de completar meus atuais 22 anos: "eu só queria um café....", citada pela personagem de Letícia Sabatella no longa "Não por acaso". Para quem tem um pouco sensibilidade, e acha que cinema de verdade é bem mais do que "Tropa de elite", o filme traz um dos finais mais belos dos últimos tempos: sutilezas e coincidências, que ocorrem não por acaso.

"Eu só queria um café..." será o nome deste blog, criado há algum tempo, mas disponibilizado hoje, para marcar um novo recomeço.

Deus salva a rainha, Batman salva Gothan e ainda me pergunto quem irá me salvar. Não sei, não espero, tudo pode ser bem mais simples, como apenas aguardar e querer um café!

Bom re-começo, para todos nós, é o que deseja este ainda romântico e idealista Ruleandson, afinal QUANDO O FUTURO DEIXA DE SER UTÓPICO, VIVER PERDE TODO O SENTIDO!

Abaixo, re-publico um texto do extinto BatRu, postado, originalmente em maio deste ano, pois os sentimentos são válidos, mesmo quando descobrimos que quem os inspirou não o é:

Alguém como você

Não quero alguém que me faça sorrir sempre, basta não me fazer chorar
Não quero alguém que me dê motivo pra fugir, quero alguém que me convença a ficar
Não quero alguém que me dê presentes, quero alguém que se a dê a mim de verdade
Não quero alguém sem dúvidas, quero alguém com a única certeza de que merece ser feliz
Não quero alguém com dinheiro, mas alguém que me faça sentir feliz mesmo andando de ônibus
Não quero alguém sofisticado, quero alguém com a simplicidade de um sorriso
Não quero alguém bonito, quero alguém que não me faça precisar apelar para a beleza física como razão para amar
Não quero alguém perfeito, quero alguém que complete os meus defeitos
Não quero alguém que me ame tanto quanto eu o amo, é suficiente que me permita amar
Não quero alguém sem problemas, quero que juntos sejamos a solução
Não quero alguém vazio, quero alguém com a alma linda e repleta de botões, que eu ainda espero desabrochar
Quero alguém que me ensine a não usar tantos "que"
Mas se for para me procurar só quando precisar, peço apenas que precise de mim a todo momento
Não quero qualquer um, quero alguém como você
Não sei nem se é porque você realmente é isso tudo, mas é assim que você me fez te ver
Quem sabe um dia você possa se ver com os meus olhos e saber o quanto é amado, amado por ser alguém, alguém como você...

Obs.: Alguém como você é o nome do meu poema, o nome de uma comédia romântica com uma história parecida com algo que vivi e também o nome de uma música lançada por minha cantora preferida, Sandy, pouco depois deste texto ser escrito. Mas coincidências, coisas que ocorrem, "por acaso" em nossas vidas.

10 dos desabafos - DESABAFE!:

  1. Olá Ru,
    Não tenho autorização mas já vou criando intimidade.
    Que bom que vc aposta no Amor. Eu tb.
    Acredito que, amando, a vida fica mais leve, melhor...
    Sucesso no novo blog.
    Angélica - drepente30

    ResponderExcluir
  2. Angel,
    Pode ter toda intimidade! Amando a vida fica muito melhor mesmo!
    Obrigado e beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ru,

    Momento nostalgia...
    Entre tantos textos perfeitos, este é um dos meus preferidos...
    Alguem como vc....
    É tudo que a gente espera encontrar...;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Jaqueline,
    Oi, mocinha! Pois é, esse foi o começo do blog e do meu sentimento por quem inspira quase todas as crônicas do blog! ;) Obrigado e beijão!

    ResponderExcluir
  5. Nossa Ru...cada post é uma surpresa..estou encantada..amei...bjs

    ResponderExcluir
  6. MiaLud,
    Que bom, mocinha, espero que sejam sempre surpresas agradáveis! Obrigado e beijos!

    ResponderExcluir
  7. acho que seu blog é um "colo" virtual!Obrigada

    ResponderExcluir
  8. Bia,
    Então, pode "sentar", é bem-vinda! :D Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Já adorei ao ler o primeiro desabafo e agora estou em prantos lendo esse post...
    gde bj e felicidades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa,
      Muito obrigado! Mas não chore, fique bem! :D Beijos e felicidade para você também!

      Excluir

Obrigado, pela visita. Aproveite e DESABAFE você também!

"deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida, preciso demais desabafar"
(Ronaldo Monteiro/ Ivan Lins)

As opiniões e vontades expressas nos comentários não representam a opinião do autor deste blog.

Assine nosso feed!


Comentários não relacionados aos posts e/ou só para deixar links serão excluídos e o comentarista denunciado ao Blogger como spammer.

Fale com o blog

Envie o seu email para o blog.

Nome E-mail * Mensagem *